Poder

Fernando Furtado intervém nas eleições do sindicato dos pescadores de Turilândia

O ex-deputado estadual Fernando Furtado está sendo acusado de intervir nas eleições da Federação dos Sindicatos dos Pescadores do Maranhão (FESPEMA).

Furtado é secretário geral da Fespema e teria coordenado a intervenção no processo eleitoral para a escolha dos novos dirigentes do SINPTUR (Sindicato dos Pescadores do Município de Turilândia).

De acordo com informações publicadas no Blog do Domingos Costa, a comissão eleitoral do SINPTUR foi escolhida em votação aberta em assembleia geral comandada pelo próprio Fernando Furtado.

Segundo o calendário estabelecido pela comissão eleitoral, o dia 18 de novembro seria a data final para a divulgação do deferimento das chapas apresentadas. A eleição ocorreria no dia 24 do mesmo mês.

Ainda conforme o Blog, por volta das 15h, duas mulheres se apresentaram perante a comissão eleitoral como representantes da FESPEMA, não apresentando qualquer documento que provasse isso, e ali exigiram a entrega das cópias de todos os documentos das duas chapas que pediram registro.

Disseram que a FESPEMA havia editado uma resolução, datada de 15 de novembro, portanto três dias antes, decretando a intervenção na comissão eleitoral, com a imediata destituição dos membros e a retirada de todos os poderes para conduzirem o processo eleitoral no SINPTUR.

Na ocasião a Polícia Militar foi acionada para impedir que as duas supostas interventoras saíssem de Turilândia levando consigo os documentos dos registros das duas chapas. Foram conduzidas à Delegacia de Polícia Civil da vizinha Santa Helena para que fossem identificadas. Ambas foram liberadas sem apresentarem qualquer prova de que representavam a FESPEMA.

Fernando Furtado então constituiu advogado para ambas e por contato telefônico com a autoridade policial afirmou que as duas senhoras de fato pertenceriam à FESPEMA e que a comissão eleitoral estava destituída por ter havido supostas denúncias de fraudes no processo de registro das candidaturas. Nem um documento foi apresentado que provasse essa denúncia.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários