Poder

Vereador Astro de Ogum não foi preso por estupro

O vice-presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), não foi preso pelo crime de estupro mediante fraude como foi divulgado em vários meios de comunicação na manhã desta quinta-feira (12).

O parlamentar foi conduzido à sede da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) por porte ilegal de arma de fogo, que estava em sua residência, mas que pertence a um de seus seguranças.

Os alvos da operação defalgrada pelo Departamento de Crimes Tecnológico, órgão ligado à Seic, foram dois assessores do vereador, identificados como Raimundo Filho Costa e Givanilson Santos Avelar (conhecida como Raíssa Martins Mendonça) por obrigar adolescentes a praticar sexo com eles sob ameaça de divulgar material na internet.

Após esclarecer os fatos, Astro de Ogum pagou estipulada em 2 salários mínimos e foi liberado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários