Poder

Márcio Lobão e a delação de um ex-companheiro de seu próprio pai

A prisão de Marcio Lobão hoje cedo no Rio de Janeiro pela Lava-Jato é resultado de revelações de duas delações premiadas — as dos executivos da Odebrecht e a de Sérgio Machado, ex-companheiro de Senado e de PMDB do pai de Márcio, o notório Edison Lobão.

Machado contou que Márcio disponibilizava um escritório na rua México, no Rio de Janeiro, para que as empresas Estre e Pollydutos pagassem propinas em contrtatos com a Transpetro — então presidida por Machado. A propina era de 1% do valor dos contratos.

No mesmo escritório, a Odebrecht também entregava o dinheiro vivo da propina dada a Lobão pai e recebida por Lobão filho.

Da coluna do Lauro Jardim


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários