Poder

R$ 23,5 milhões do BNDES foram usados para financiar jatos de luxos do grupo Mateus

O grupo Mateus usou a empresa Tocantins Participações e Empreendimentos Ltda para conseguir empréstimos no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiar duas aeronaves.

A informação foi divulgada em uma lista que contém 134 contratos de financiamentos de jatos executivos da Embraer a juros subsidiados, no valor total de R$ 1,921 bilhão.

Em 2011, a Tocantins Participações, que tem como sócios Ilson Mateus Rodrigues, Maria Barros Pinheiro, Denilson Pinheiro Rodrigues e Ilson Mateus Rodrigues Junior, pegou do BNDES R$ 5.621.916,48 mihões para uma aeronave, que seriam pagos em 120 parcelas com juros.

Em 2012, o valor foi bem maior, cerca de R$ 17.976.345,00 milhões foram emprestados para o empresário Ilson Mateus comprar mais um jatinho de luxo e seriam pagos em 119 vezes. As duas aeronaves custaram R$ 23,5 milhões.

A Tocantins faz parte da holding Mateus.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “R$ 23,5 milhões do BNDES foram usados para financiar jatos de luxos do grupo Mateus”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Marvio

    Por isso que nos vamos no Banco do nordeste pedi dinheiro . Ele falam que já bateu a meta

  2. José Iran

    O BNDES não é um banco de fomento??para dar crédito à juros subsidiado `a pequenas e médias empresas??que esculhambação é essa?esse dinheiro é nosso.

  3. julio

    Vagabundos, esse grupo mateus é um monopólio no ramo de alimentação no maranhão que se espalha pelo nordeste, mais uma falcatrua descoberta fora as outras que rolam por ai, como a isenção do ICMS onde esta o ministério publico uma hora dessas?

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários