Poder

Ney Anderson e Tiago Bardal serão ouvidos nesta terça-feira sobre o caso de espionagem

O delegado afastado da Polícia Civil, Ney Anderson Gaspar, irá depor nesta terça-feira (2), na Comissão de Segurança Pública e Crime Organizado da Câmara dos Deputados sobre o caso de espionagem contra desembargadores e políticos maranhenses.

Além de Gaspar, o ex-delegado Tiago Bardal e o secretário de Segurança Pública também foram convocados para esclarecer os fatos. Os depoimentos foram solicitados pelo deputado federal Aluísio Mendes (Podemos-MA), que já foi titular da SSP.

Bardal será ouvido por meio de videoconferência às 16h30 na sede da Polícia Federal, em São Luís, devido ao impasse criado pela decisão do presidente da Casa Legislativa, Rodrigo Maia (DEM-MA), que na segunda-feira (1º) vetou a ida do ex-delegado à Brasília, atendendo ao pedido da deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC), e nesta terça-feira revogou o despacho e voltou a autorizar a oitiva.

“Torno sem efeito a decisão desta Presidência proferida no Recurso n. 27/2019, em 1º de junho de 2019”, decidiu Maia.

Ney Anderson e Tiago Bardal acusam Jefferson Portela de ter determinado investigações e escutas ilegais a diversas autoridades maranhenses, inclusive desembargadores do Tribunal de Justiça.

O chefe da SSP nega todas as acusações.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários