Poder

Flávio Dino diz que o grupo Sarney continua sendo o seu adversário

Após a grande repercussão do encontro entre o governador Flávio Dino (PCdoB) e o ex-presidente José Sarney, o chefe do Palácio dos Leões resolveu se manifestar por meio de uma entrevista ao Jornal Pequeno.

De acordo com Dino, não haverá qualquer desdobramento político no Maranhão depois da visita à residência de Sarney, pois ambos conversaram apenas sobre a conjuntura política do Brasil.

“Regionalmente, não há nenhum desdobramento. Ou seja: houve algum tipo de conversa sobre política do Maranhão? Não. Houve algum tipo de acordo sobre política do Maranhão? Não. Há algum desdobramento prático para as eleições vindouras? Também não. O intuito não é este. O intuito se restringe a essa ideia de intervenção nacional, que eu tenho procurado adotar”, afirmou o governador.

Durante a entrevista, Flávio Dino explicou o real motivo pelo qual procurou o ex-presidente. Segundo ele, a democracia brasileira corre perigo.

O governador disse também que o grupo Sarney continua sendo o seu adversário.

“Sarney, seu grupo político, no plano regional, é nosso adversário. Mas, nacionalmente, já atuamos juntos em outros momentos, como, por exemplo, no apoio ao expresidente Lula. Nós apoiávamos, e ele apoiava também, num certo momento. Agora, vamos imaginar que o atual presidente Jair Bolsonaro, quem sabe conduzido por maus conselheiros, resolva, com algum arroubo autoritário, praticar algum tipo de aventura contra a democracia… nós precisamos que haja não só a esquerda defendendo a Constituição e a legalidade democrática, mas que outros políticos defendam também. E eu espero que, neste caso, nós tenhamos uma ampla convergência. E este foi o sentido da visita.”


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários