Poder

Delegado diz que Portela ordenou grampos ilegais contra Astro de Ogum

Em depoimento à Comissão de Segurança Pública e Crime Organizado da Câmara dos Deputados, o delegado licenciado da Polícia Civil, Ney Anderson Gaspar, declarou que o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, ordenou grampos ilegais contra o ex-presidente da Câmara de São Luís e atual vereador, Astro de Ogum, e seu filho.

Gaspar disse ainda que o objetivo de Portela era fazer chantagem política contra o parlamentar.

“Com pretexto de investigar possíveis crimes de pedofilia, o secretário de Segurança mandou abrir uma operação de interceptação telefônica onde inseriu o número do verador Astro de Ogum e do seu filho Rangel, operação esta que foi abortada assim que eu iniciei as denúncias. O que ele queria com isso? Ter elementos para que ele pudesse manter o vereador Astro de Ogum ao seus pés, subjulgado a ele”, assegurou.

A declaração do delegado foi dada de forma espontânea durante oitiva que, também, teve como convidado o ex-delegado Tiago Bardal.

Procurado, a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança não se manifestou até o fechamento desta matéria. A reportagem buscou ouvir o vereador Astro de Ogum , mas não conseguiu.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Delegado diz que Portela ordenou grampos ilegais contra Astro de Ogum”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Rodrigo silva

    Investigação federal urgente no Maranhão.

  2. Daniel Lima

    Esse delegado e Sério . reputação ilibada

  3. Antônio Motta

    Eu li em algum livro por ai: ” Como podemos interromper o avanço do comunismo na política ? Descubra os comunistas, expulse-os e os processe com todos os meios legais possíveis. ”

    Até quando o comunismo vai ditar as regras no Maranhao?!
    Precisamos de mais pessoas com a coragem desse delegado.
    Já chega de tanto perseguição política a quem pensa diferente, a quem ofereça ameaça aos senhorios desse Estado, a quem expõe suas idéias (ainda que diferente da deles).
    Ja chega!
    Nao faz sentido ter medo do comunismo…

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários