Poder

Vereadores de Vitória do Mearim são presos por cobrar propina para arquivar CPI

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) e a Polícia Civil prenderam 5 vereadores de Vitória do Mearim acusados de associação criminosa e corrupção passiva. Além das prisões, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos parlamentares.

Foram presos Hélio Wagner Rodrigues Silva; Oziel Gomes da Silva; Mauro Rogerio Pires, conhecido como Nego Mauro; José Mourão Martins e Benoa Marcos Rodrigues Pacheco, o Bena.

Nas residências do presidente da Casa Legislativa, George Maciel Paz; de Marcelo Silva Brito, o Marcelo da Colônia; e de Raimundo Nonato Costa da Silva, o Nonato do Chelo, foram feitas buscas.

Segundo as investigações do Ministério Público, os parlamentares cobraram propina ao secretário-chefe da Assessoria do gabiente da Prefeitura, Almir Coelho Sobrinho, em troca de arquivar a CPI que está em andamento na Câmara contra a prefeita Dídima Maria Correa Coelho, que é a sua esposa.

Sobrinho apresentou uma gravação das conversas que mantinha com os vereadores com o objetivo de ajustar os valores a serem pagos, enquanto os 7 vereadores se uniram para pedir o pagamento de R$ 320 mil que seria parcelado em duas vezes, garantindo a maioria dos votos no arquivamento da investigação, o vereador Bena pediu a quantia de R$ 100 mil com o mesmo objetivo.

Os presos serão encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Vereadores de Vitória do Mearim são presos por cobrar propina para arquivar CPI”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Antônio

    Cadeia e perda do mandato já

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários