Poder

Portela chamou secretário da SEAP de incompetente e queria derrubá-lo, revela delegado

Obtida com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira, a “Carta ao Povo Maranhense” acusa o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, de chamar o secretário de Administração Penitenciária (SEAP), Murilo Andrade, de apático e incompetente.

A nova carta escrita pelo delegado Ney Anderson Gaspar, ex-chefe do Departamento de Combate ao Crime Organizado (DCCO) expõe o desejo de Portela em derrubar Andrade da SEAP para indicar alguém de sua confiança.

Gaspar detalhou, ainda, como o titular da SSP tentou utilizar o aparato da Segurança para tentar conseguir o objetivo. Segundo ele, durante as investigações que apurava a explosão do muro da Penitenciária de Pedrinhas ocorrida em 2017, Portela pediu insistentemente para que a equipe de delegados do DCCO encontrasse indícios de responsabilidade de Murilo para ter “forças” de derrubá-lo da chefia da SEAP.

“Em 2017, ocorreu a explosão de uma parte do muro da Penitenciária de Pedrinhas, onde o objetivo era resgatar alguns presos de uma organização criminosa de atuação internacional, enquanto a equipe do Departamento de Combate ao Crime Organizado, sob o comando deste subscritor realizava as apurações, se empenhava para capturar os fugitivos e responsabilizar os eventuais culpados por prováveis negligência durante a fuga, o sr. Portela chama o secretário de Administração Penitenciária de apático e incompetente, forçando insistentemente que ao final do inquérito encontrássemos indícios de responsabilidade sobre o referido secretário, para que ele (Portela) tivesse força para derrubá-lo do cargo e colocar alguém da sua confiança caracterizando mais uma vez, de forma evidente, o uso do cargo público em benefício próprio”, declarou.

O documento, de 3 páginas, integra uma série de acusações que narram detalhes de como Jefferson Portela ordenava investigações contra, pelo menos 4 desembargadores, Tyrone Silva, Nelma Sarney, Guerreiro Júnior e Froz Sobrinho, além de assessores e filhos de magistrados, do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PR) e do senador Roberto Rocha (PSDB).

O caso, à princípio, veio à tona pelo ex-chefe da Seic, Tiago Bardal, que em depoimento à 2ª Vara Criminal de São Luís, acusou o secretário de usar a estrutura da SSP para atingir os seus desafetos. Em seguida, os relatos foram reafirmados pelo autor das cartas, que afirmou que trouxe à tona tais relatos porque se sente perseguido pelo secretário.

Procurado, o secretário Murilo Andrade não se manifestou até o fechamento desta reportagem.

Jefferson alegou em sua defesa que não emitiu tais ordens e, tanto o depoimento quanto o teor das cartas são criminosos (reveja aqui).

Citado em uma das cartas como alvo de investigação por ser opositor do governo, Roberto Rocha pediu à presidência do Senado Federal a entrada Polícia Federal no caso para apurar as acusações e denunciou à Procuradoria Geral da República Portela por abuso de autoridade e prevaricação (saiba mais aqui e aqui). Além de Rocha, o deputado federal Edilázio Júnior protocolou junto à Procuradoria Geral de Justiça do Maranhão uma representação onde pede o afastamento do secretário e uma auditoria no sistema Guardião (veja também).

A repercussão do caso motivou, também, o deputado Alusío Mendes (Podemos) a pedir que os delegados sejam ouvidos pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados, inclusive, há intenção do deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) em pedir abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o caso e levá-lo à Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa (relembre).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Portela chamou secretário da SEAP de incompetente e queria derrubá-lo, revela delegado”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Fábio

    Deve ser a única coisa coerente que Portela falou. Esse secretário da seap é apático é incompetente. Se cerca de asseclas pra tomar as decisões e ações. Um imprestavel.

  2. Jonas

    Mais nessa parte Portela tem razão, esse Murilo e incompetente mesmo, e lá a maracutaia ta rolando solta. Nao sei porque esse governador ainda nao mandou esse pilantra embora

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários