Poder

Edilázio pede afastamento do secretário de Segurança após denúncias de espionagem

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) pediu à Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ) que solicite o afastamento do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, do cargo.

O pedido surge em meio às acusações feitas pelos delegados Tiago Bardal e Ney Anderson Gaspar e divulgadas com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira, nas quais afirmam que o chefe da SSP teria ordenado grampos ilegais contra desembargadores do Tribunal de Justiça e políticos do Maranhão (saiba mais aqui, aqui e aqui).

Segundo o parlamentar, a saída de Portela da cúpula da Segurança é para garantir a insenção das investigações, uma vez que o mesmo exerce toda influência no aparato do SSP.

“Seja, prima face requerido o imediato afastamento do cargo do Sr. JEFFERSON MILER PORTELA E SILVA com o escopo claro de garantir a isenção das investigações contra si. Tendo em vista, que o cargo de Secretário de Segurança Pública do Estado exerce total influência sobre toda a polícia civil e militar, sendo responsável também por indicar todos os cargos chaves dentro da estrutura de ambas as polícias, logo impreterível tal medida.”

Edilázio pede, ainda, uma auditoria do sistema guardião, que deve ser feito pela empresa Digitro Tecnologia Ltda.

O secretário de Segurança Pública criticou as denúncias e afirmou “que nenhuma das Autoridades referidas figurou no polo passivo de investigações criminais, portanto, não houve em momento algum a efetivação de interceptações de comunicações telefônicas, de informática ou telemáticas”. Portela disse, ainda, que os autores das acusações serão responsabilizados criminalmente.

A Procuradoria Geral de Justiça abriu investigação para apurar o caso após o presidente do Tribunal de Justiça, José Joaquim Figueiredo, encaminhar ofícios à PGJ, Corregedoria Nacional de Justiça e ao Supremo Tribunal Federal solicitando providências (veja aqui).

O deputado federal Aluisio Mendes (Podemos) solicitou também que os delegados Tiago Bardal e Ney Anderson sejam ouvidos pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados.

Leia a íntegra do documento aqui


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Edilázio pede afastamento do secretário de Segurança após denúncias de espionagem”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. SL

    Dep. Edilazio ajude a melhorar a Segurança do Maranhão e da população toda, colocando 217 – Câmeras de Segurança nas Entradas das Cidades, isso vai ajudar muito.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários