Poder

Tribunal de Justiça abriu licitação de R$ 75,2 milhões para manutenção predial

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), presidido pelo desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, abriu uma licitação do tipo Menor Preço no valor estimado de R$ 75.252.972,43 milhões. O procedimento foi iniciado em setembro de 2018.

O objeto do certame é a prestação de serviços de engenharia civil sob demanda, para atender as necessidades de serviços continuados de manutenção predial, corretiva, incluindo, reparos, alterações físicas, recuperação e consertos das instalações, adaptações/adequações decorrentes de alterações de layouts, com fornecimento de mão-de-obra e material, nas edificações utilizadas pelo Poder Judiciário.

De acordo com o Edital divulgado, a concorrência será feita por 7 lotes. O TJ previu que poderá gastar cerca de R$ 12.258.269,38 milhões no primeiro lote, que atenderá a sede do órgão em São Luís.

O lote II tem uma estimativa de custos de R$ 10.496.842,35 milhões e atenderá o Fórum da capital maranhense. E os serviços executados no pólo de Imperatriz possivelmente irão custar cerca de R$ 10.480.284,77 milhões.

Ainda segundo Edital, com o lote 4, que abrange o pólo de Caxias, o Poder Judiciário pretende gastar R$ 10.462.007,96 milhões. No pólo de Chapadinha, será feito serviços no valor estimado de R$ 10.514.335,63. No lote 6, referente ao pólo de Pinheiro, o TJ vai destinar R$ 10.523.687,57 milhões.

E no lote 7, que abrange a regional de Santa Inês, o Poder Judiciário estimou que irá gastar R$ 10.517.544,77 milhões.

Apesar de ter iniciado em setembro do ano passado, o processo licitatório não foi concluído.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários