Poder

Maranhense de 10 anos é proibida de jogar em competição de futebol

Um caso chamou a atenção nas redes sociais nos últimos dias, uma menina de dez anos, cujo o único sonho é se dedicar ao máximo no futebol, foi proibida pela Federação Maranhense de Futebol de 7 Society ( FMAF7S) de participar do Campeonato Maranhense masculino Sub-11 da modalidade, pelo fato ser uma garota e não poder jogar com meninos, mas acontece que ainda não existe um torneio feminino da modalidade.

Inconformada com a decisão da FMAF7S, Maria Clara Balby, zagueira dos Meninos da Vila – escola de futebol do Santos FC em São Luís – gravou um vídeo pedindo apoio dos maranhenses para que fosse liberada para participar do torneio. Ao lado do diretor da escolinha, o professor Alex Fernandes, criaram a campanha “#DeixeMariaJogar” que ganhou repercussão nas redes sociais.

Após a pressão com a campanha, a FMAF7S mudou o regulamento e liberou a participação da atleta no torneio.

O caso gerou comoção na internet e apoio até de atletas profissionais, como de Mayara Bordin, meia-campista da Seleção Brasileira e atuante no Málaga CF que comentou na postagemdemonstrando assistência a jovem jogadora. A campanha tomou maiores proporções quando o perfil Empodere Duas Mulheres, conhecido por abranger temas relacionados ao feminismo e empoderamento feminino, divulgou o vídeo de Maria, acumulando mais de 50 mil visualizações.

Do Imirante.com


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários