Poder

Balanço da PRF mostra dimunuição de acidentes nas estradas do Maranhão

Nesta sexta-feira (18), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou o balanço completo das ações realizadas nas rodovias federais do Maranhão em 2018.

Segundo a PRF, durante o ano passado foram registrados cerca de 1.213 mil acidentes. Os números tiveram uma queda em relação a 2017, que foram registrados 1.559 sinistros.

Os dados sobre feridos também diminuíram. Em 2018, a PRF contabilizou 1.309 pessoas que ficaram feridas em colisões, 157 a menos do que em 2017, onde teve 1.466 mil. Ainda de acordo com Polícia Rodoviária 231 pessoas morreram durante acidentes em 2018. Já em 2017, foram registradas 245 mortes.

Para a PRF, a redução nos números mostra o esforço em fiscalizar as estradas maranhenses. “Os números favoráveis de 2018 refletem um somatório de ações e condutas como a intensificação dos trabalhos operacionais realizados pela PRF, a exposição das atividades e orientações e dicas de segurança através da mídia, além de ações educativas ao longo das rodovias e a adoção de comportamento mais regular por parte do condutor”, afirmou a PRF.

Em relação a fiscalização, a Polícia Rodoviária Federal diz que foram cerca de 50.706 mil multas aplicadas a condutores infratores. E testes do bafômetro foram no total de 24.001 mil.

E sobre ocorrências policiais, os dados da PRF mostram que foram registrados 556 Boletins de Ocorrências. Os policiais detiveram 419 pessoas e apreenderam 369 veículos. E a recuperação de veículos chegou a um total de 136. E as campanhas educativas alcançaram 70.953 mil pessoas.

“Um fator importante em 2018 foi a conclusão da duplicação da BR 135, especialmente no trecho de 19 quilômetros do Campo de Peris, local conhecido pelas ocorrências de acidentes graves e óbitos durante várias décadas. A obra, enfim, foi entregue à circulação de veículos vindo a ajudar a reduzir os acidentes mais graves e pondo fim a diversos outros transtornos, como as imensas filas, lentidões e engarrafamentos. Mesmo assim, a PRF chama a atenção para os acidentes de menor gravidade, que continuam acontecendo e levaram a delegacia PRF de Pedrinhas a utilizar quase que diariamente o radar portátil no trecho duplicado”, finalizou a PRF.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários