Poder

Pacientes são alojados em chão do Socorrão I em São Luís

Por conta da superlotação no Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), os pacientes estão sendo obrigados a serem alojados nos corredores e até no chão da unidade hospitalar, correndo o risco de serem contaminados pelo espaço sujo.

O hospital não possui vagas o suficiente de enfermarias para atender a grande demanda de pacientes no Socorrão, que é considerado o maior hospital de urgência e emergência da região central da capital.

Sobre a superlotação no hospital, o secretário de Saúde do Município, Lula Fylho, que funciona em sistema de rede e quando algum fator não está funcionando de acordo o hospital acaba sendo afetado. “Quando a gente vê um corredor de Socorrão, seja o Socorrão I ou o Socorrão , lotado a gente tem que entender que ali é consequência de algo que não está funcionando em uma rede. A saúde pública funciona como rede e se qualquer ponto desta rede der problema vai cair sobre os hospitais”.

Ele ressaltou que o hospital busca identificar os casos mais graves para que seja prontamente solucionado. “Qualquer paciente que chegar a qualquer hora do dia e com qualquer problema que seja a gente tem que atender. Então, o que a gente tem buscado fazer é identificar quais são os nossos maiores gargalos, qual o perfil do paciente, número de atendimentos, percentual de atendimento de cirurgias, ou seja, fazer uma análise minuciosa para mostrar onde a gente possa agir acessivamente em cada um dos pontos e a gente tem feito isso”.

G1,MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários