Poder

Assassinato do prefeito de Davinópolis continua sem solução

Há quase um mês do assassinato do prefeito da cidade de Davinópolis, Ivanildo Paiva Barbosa, e até o momento o caso continua sem solução. A polícia civil, que investiga o crime apontou dois suspeitos mais até o momento ninguém foi preso.

De acordo com a polícia, o gestor municipal desapareceu no dia 10 de novembro e foi encontrado morto com marcas de tiros nas costas, cabeça e braços no dia seguinte em uma área de plantação de eucalipto, no povoado Jussara, zona rural do município.

Até o momento, dezenas de pessoas tiveram seus depoimentos colhidos pelas equipes policiais civis, que estão a frente do caso e diligências continuamente são realizadas a fim que este crime, que se apresenta como de alta complexidade, possa ser resolvido com celeridade. Os delegados que estão a frente das investigações são Praxíteles Martins, Jeffrey Furtado e Gustavo Tavares, que montaram uma força tarefa para chegar aos culpados.

O Deleagdo Praxíteles Martins, declarou que se trata de um crime ainda insolúvel e o inquérito policial ainda não tem prazo determinado para ser encaminhado para o Poder Judiciário.

“A equipe passará para uma outra fase da investigação”, explicou Praxíteles Martins.
O delegado também informou que os dois homens, cujos retratos falados foram divulgados, são dos prováveis executores do prefeito. Um desses criminosos tem a pele clara, porte físico magro, espinhas no rosto, altura de aproximadamente 1,65 metro e 35 anos. Enquanto o outro, tem a pele morena, porte físico forte, também possuem marchas de espinhas no rostro, 1,70 metro de altura e idade aproximadamente 38 anos.

Leia mais

Polícia descarta latrocínio contra prefeito de Davinópolis

Divulgado retrato falado de suspeitos de assassinar o prefeito de Davinópolis


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários