Poder

Auditoria aponta gastos irregulares de R$ 63 mil da Prefeitura de Campestre

A Prefeitura de Campestre usou quase de R$ 64 mil dos cofres públicos e não apresentou notas fiscais ou recibos, segundo o Departamento Nacional de Auditoria do SUS (Denasus).

Segundo relatório obtido pelo Blog do Neto Ferreira, os auditores realizaram a fiscalização durante o período de 02 a 08 de julho de 2017 e analisou aplicação de recursos da saúde do período de maio de 2016 a maio de 2017.

A Prefeitura contratou a empresa Portal Norte Serviços e Transporte Eireli-ME para prestar serviços de pedreiro, serralheiro, pintor e encanador nas unidades de saúde da atenção básica pelo valor de R$63.220,98 mil. No entanto, a Administração não comprovou os serviços prestados.

Além disso, a equipe visitou todas as unidades básicas de saúde, constatando que não foi realizada reforma, adaptação ou construção nas mesmas.

Portanto, o Executivo municipal terá que devolver a quantia gasta.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários