Poder

Polícia pede prisão preventiva de homem acusado de estuprar filha em Balsas

A polícia pediu a prisão preventiva de Edelson Silva Moraes. Ele é acusado de estuprar a filha e a enteada no município de Fortaleza dos Nogueiras, situado no sul do estado.

Edelson Silva foi preso na zona rural de Fortaleza dos Nogueiras e transferido para a cidade de Balsas, a 810 km de São Luís. A Polícia Militar recebeu uma denúncia que além de ameaçar a mulher, a filha e uma enteada, ele ainda abusava sexualmente das duas adolescentes.

No caso da filha, que atualmente tem 13 anos, o abuso já vinha sendo praticado há três anos. As vítimas serão encaminhadas para o Instituto Médico Legal (IML) de Imperatriz, a 626 km da capital, para fazer exames de conjunção carnal, mas independente do resultado a polícia garante que já existem elementos que configuram o crime de estupro de vulnerável.

O delegado Regional de Balsas, Fagno Vieira, já pediu a prisão preventiva de Edelson Silva Moraes, que confessou os crimes em depoimento. “Nós já temos elementos suficientes. Ele atualmente se encontra autuado em flagrante, preso, em virtude de ter praticado o crime de ameaça. Assim que as vítimas denunciaram esses abusos ele inicialmente evadiu-se do local, mas no último final de semana retornou a sua casa e passou a fazer ameaças contra as filhas e a esposa. Por essa razão, ele foi preso em flagrante pelo crime de ameaça. Paralelamente a gente que já tinha um inquérito instaurado para apurar os estupros praticado contra as filhas obtivemos elementos suficientes para representar pela decretação de uma prisão temporária e durante o prazo dessa prisão temporária a gente espera conseguir outros elementos como submeter as vítimas a exames de conjunção carnal que serão realizados na cidade de Imperatriz no Instituto Médico Legal, além da oitiva de mais alguns familiares para então relatar o inquérito dentro do prazo legal para que ele permaneço preso em razão dos crimes que cometeu”, disse.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários