Poder

Justiça decreta prisão temporária de Ricardo Murad

O ex-deputado e ex-secretário da Saúde, Ricardo Murad, foi preso, na manhã desta quinta-feira (18), após se apresentar na sede da Polícia Federal, no bairro da Cohama, em São Luís.

A Justiça Federal decretou a prisão temporária do ex-gestor a pedido da PF. Murad é investigado desde 2015 por desvio de R$ 2,1 bilhões da saúde. Naquele ano, ele teve o pedido de prisão negado pelo juiz federal.

Ação faz parte das 6ª e 7ª fases da Operação Sermão aos Peixes deflagradas pela Polícia Federal nas cidades de São Luís/MA, Imperatriz/MA, Parauapebas/PA, Palmas/TO, Brasília/DF e Goiânia/GO.

Ao todo, estão sendo cumpridos 9 mandados de busca e apreensão; oito mandados de prisão temporária e um mandado de prisão preventiva. Além disso, foi determinado o bloqueio judicial e sequestro de bens num valor total que supera a cifra de R$ 15 milhões.

A PF apurou indícios de que, entre os anos de 2011 a 2013, aproximadamente R$ 2 milhões destinados ao sistema de saúde estadual foram desviados para uma empresa sediada na cidade de Imperatriz (MA). A polícia verificou ainda pagamentos mensais a blogueiros.

A investigação contou com a participação do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) e da Receita Federal do Brasil.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Justiça decreta prisão temporária de Ricardo Murad”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. pmaranhão

    TEMPORÁRIA? VAMOS VER SE A JUSTIÇA FEDERAL É MACHA OU SE VAI SE RENDER AO IMENSO TUBARÃO – CHEIO DE DINHEIRO E DÓLARES

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários