Poder

Alunos reclamam da falta de infraestrutura em escola feita de barro em Codó

Do G1,MA

Alunos da escola municipal Nossa Senhora do Amparo na zona rural de Codó reclamam da situação precária de infraestrutura do local. Sediada em uma casa de barro, a escola não tem energia elétrica e nem água.

A escola fica localizada na comunidade Amparo, que possui 15 km da sede do município. O local é coberto com palhaça de babaçu, as paredes são de barro e talos de madeira estão escorados ao redor da escola. Há décadas a escola sofre com falta de infraestrutura e a situação vem atrapalhando o desempenho dos estudantes.

Estudam no local 17 crianças da comunidade que tem aulas para alunos da alfabetização ao ensino fundamental e apenas uma única professora dá aulas para todas as crianças. Por conta da falta de infraestrutura, o local não possui energia elétrica nem água encanada e para matar a sede, os alunos precisam trazer água de outros locais.

“A gente traz um litro para cá e bebe. A gente traz da casa da mulher que faz a merenda”, conta Francisca Geovana, aluna da escola.

Além disso, a escola não possui banheiros e por isso, as crianças precisam usar um matagal atrás do prédio. Segundo os pais e alunos, a Prefeitura Municipal de Codó nunca se manifestou sobre a construção de alvenaria que possa abrigar a escola. Os estudantes relatam que estão com medo de que o pior aconteça.

“[Queria] que tivesse banheiro, telha, piso e tijolos. Eu tenho medo dela [a escola] cair por cima da gente”, disse Francisca.

Por meio de nota, o secretário de educação de Codó, Paulo Buzar, informou que já existe um projeto para transferir os alunos da escola do povoado Amparo para uma outra escola de alvenaria na comunidade Volta da Palmeira, localizada próximo ao povoado e com isso, a escola atual seria desativada.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários