Poder

Advogado diz que quer Tribunal do Júri para julgar acusado de matar o músico JJ

Na última quinta (30), foi realizada, no Fórum de São Luís, a audiência de instrução para tratar sobre a morte do músico José de Jesus Menezes dos Santos Júnior, mais conhecido como JJ.

Na ocasião, participaram o acusado do homicídio Fernando Vieira, vulgo Fernandinho dos Perfumes, os advogados de defesa, o promotor que acompanha o caso, as testemunhas do crime e o advogado de acusação, Rayan Hallef.

“O que nós queremos é que seja instruído o processo de maneira correta para que seja realizado o Tribunal do Júri. Nós buscamos a condenação do acusado, visto que ele já tem várias passagens pela polícia e algumas condenações por porte ilgel de arma de fogo e violência doméstica. Estamos batendo firmes para que não haja impunidade, que ele fique o máximo de tempo que for enclausurado para que pague pelos seus crimes”, afirmou o advogado Rayan Hallef.

Entenda o caso

José de Jesus Menezes dos Santos Júnior, mais conhecido como JJ foi morto por Fernando Vieira em dezembro do ano passado em posto de combustível, em São Luís.

O motivo do assassinato seria uma briga ocorrida em uma casa de eventos.

Após o crime, Fernando ficou foragido e só foi preso em maio no estado do Pará.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários