Poder

Governo vai pagar R$ 31,2 milhões em sementes de arroz, feijão e milho

O Governo Flávio Dino (PCdoB), por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca, pretende gastar R$ 31.277.750,00 (trinta e um milhões, duzentos e setenta e sete mil, setecentos e cinquenta reais) com a compra de sementes arroz, feijão e milho.

O contrato milionário foi dividido entre 6 empresas do ramo da agricultura.

De acordo com o Diário Oficial, a B&G Comércio e Serviço Ltda-ME, localizada em Goiânia (GO), e pertencente à Alex Borges e Denise Gonçalves Borges, irá ganhar R$ 6.097.500,00 milhões; a empresa Santana Agroindustrial Ltda, sediada em Alto dos Rodrigues (RN) e de propriedade de Ivanilson Araújo e Elissa Galvão Araújo, ficou com uma das partes maiores do acordo contratual e deve faturar R$ 9.140.000,00 milhões.

Sediada em São Carlos, a Giovanna M.C. Di Salvo -ME irá receber R$ 1.575.000,00 milhão; a GEB – Comércio de Produtos Agropecuários Ltda-EPP, localizada em Santa Bárbara D’Oeste (SP) e pertencente a Alexandre Bacchin e Gláucia Conceição Maygton Bacchin, deve lucrar bem menos, o valor de R$ 1.140.500,00 milhão; a empresa Sementes Selegrãos Ltda, com sede em Santo Anastácio (SP) e de propriedade de Roberto Rapchan Benito e Octávio Matheus Ricci Rapchan, vai faturar R$ 3.138.000,00 milhões.

Pertencente a Pedro Eduardo Almeida e Leonardo de Britto Pereira, a Sementes Agropecuária de Ouro Ltda-ME, localizada em Tucano (BA) ficou com a maior parte do contrato e irá embolsar R$ 10.186.750,00 milhões.

No termo de homologação publicado pelo governo não há informações sobre a vigência do contrato.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários