Poder

Empresa de Minas Gerais fatura contrato de R$ 35,7 milhões no governo Flávio Dino

O governo Flávio Dino (PCdoB) homologou um contrato milionário com a empresa Trivale Administração Ltda, localizada em Umberlândia, Minas Gerais (MG) e de propriedade de João Batista Rodrigues e Valeinvest Participações e Investimentos S/A.

O objetivo do acordo contratual é a prestação de serviços de gerenciamento eletrônico com uso de tecnologia de cartões magnéticos individuais, através de rede de estabelecimentos credenciados no Estado para fornecimento de combustíveis da frota de veículos e manutenção preventiva e corretiva dos veículos.

O valor que será repassado à empresa mineira é de R$ 35.748.473,85 milhões.

Segundo foi publicado no Diário Oficial, diversos órgãos estaduais serão beneficiados pelo contrato, entre eles estão: Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão – AGERP, Corpo de Bombeiro Militar do Maranhão – CBMMA, Comissão Central Permanente de Licitação – CCL, Empresa Maranhense de Administração Portuária – EMAP, Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – IEMA, Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos – IMESC, Núcleo de Assistência dos Servidores Públicos do Maranhão – NASSP, Secretaria de Estado da Agricultura Familiar do Maranhão – SAF, Secretaria das Cidades e Desenvolvimento Urbano do Maranhão – SECID, Secretaria de Esporte e Lazer – SEDEL, Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular – SEDIHPOP, Secretaria de Estado da Educação – SEDUC, Secretaria de Estado da Gestão e Previdência – SEGEP, Secretaria de Segurança Pública do Maranhão – SSP, Secretaria de Transparência e Controle do Maranhão – STC.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Empresa de Minas Gerais fatura contrato de R$ 35,7 milhões no governo Flávio Dino”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Mané

    E as empresas do nosso Estado que se ferrem, esse é governo tem que sair, esse dinheiro tinha que ficar com empresas do nosso Estado.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários