Poder

Lei que prevê monitoramento por GPS da frota de táxis é promulgada pela Câmara

A Câmara Municipal de São Luís (CMSL) promulgou, no início deste mês, no Diário Oficial do Município (DOM), a Lei 381, de 10 de fevereiro 2015, de autoria do vereador Pedro Lucas Fernandes (PTB), que institui o monitoramento dos veículos integrantes da frota do transporte individual por táxi.

Pela regra, fica estabelecido o sistema municipal de segurança preventiva aos profissionais e usuário do serviço de táxi, por meio de ações que possibilitem a instalação do sistema de posicionamento global via satélite (GPS) em toda a frota de permissionários de São Luís, conectados a uma central pública de monitoramento, rastreamento e de conexão de dados.

Segundo o autor da lei, o objetivo da proposta é defender motoristas e passageiros de crimes como roubo, sequestro, assalto e homicídio. Com isso, segunda ele, o equipamento de rastreamento permitirá o acompanhamento em tempo real do percurso do veículo 24 horas por dia com a máxima precisão.

“O monitoramento é importante para resguardar a segurança de taxista e passageiro. Em caso de roubos, furtos e sequestros e até mesmo acidentes automobilísticos, será possível determinar a localização exata do veículo e acionar a polícia, que poderá ter uma ação mais rápida”, destacou Pedro Lucas.

IMPORTÂNCIA DA NORMA

Além da questão da segurança, o monitoramento de veículos de táxi também pode auxiliar o município no aperfeiçoamento do serviço. O sistema possibilita a verificação de rotas, tempo de deslocamentos de um local para o outro, abusos de velocidade, pontos onde a velocidade é reduzida. Também é possível saber o tempo que cada veículo fica disponível para viagens, quantidade de carros que circulam em horário de pico, locais onde faltam táxis, itinerários mais buscados e os horários em que há mais demanda.

Com o sistema de rastreamento por GPS, é possível acompanhar o trajeto de todos os carros da frota. A central recebe a posição geográfica de cada carro, esteja ele parado ou em movimento e consegue acompanhar, em tempo real, todo o trajeto que está sendo percorrido pelo táxi.

SISTEMA EFICIENTE

A proposta sugerida por Pedro Lucas é semelhante à do aplicativo Meu Ônibus, da Prefeitura de São Luís, que já alcançou mais de 145 mil downloads. Pela ferramenta do sistema de transporte público urbano da capital, o passageiro sabe facilmente a hora em que o ônibus vai passar, podendo escolher a parada mais próxima.

Além de reunir os dados por meio dos GPS instalados nos mais de 930 ônibus do sistema de transporte público urbano da capital, indicando o horário de chegada às paradas da cidade, a ferramenta também oferece economia de tempo e mais segurança aos passageiros que agora podem buscar o coletivo pelo número da linha.

O aplicativo pode ser baixado em aparelhos celulares que utilizem as plataformas Android e IOS. O celular precisa estar com o GPS acionado para o uso da ferramenta. Ao ser acionada, a ferramenta indica a localização do usuário.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários