Poder

PF mantém tese de que Carlos Lula sabia do esquema da Saúde

Carlos Lula secretário de Saúde.

Carlos Lula secretário de Saúde.

Interceptações telefónicas mostram duas versões que tanto podem ajudar como piorar a situação do secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Eduardo Lula, por suposta conduta ilícita em um processo licitatório ocorrido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Trechos do dialogo entre Lula e um dos donos de institutos mostra o auxiliar de Flávio Dino surpreso ao tomar conhecimento de como estava sendo realizado os procedimentos para pagamento e o acumulo de pessoas que recebiam, ou seja, uma ilicitude devidamente organizada.

No inquérito da PF, é mantida a tese de que Lula tinha conhecimento do esquema e a Secretaria de Saúde determinou que fosse reformado – sem licitação – a UPA da cidade de Chapadinha. A determinação para reforma teria levado dono de um instituto a cometer crime.

A superintendente da Polícia Federal, delegada Cassandra Ferreira Alves Parazi, também chegou a confirmar publicamente que o secretário Carlos Lula sabia do esquema que desviou mais de R$ 18 milhões de recursos da Saúde e nada fez para evitar o rombo. “Especialmente o secretário de Saúde. Ele especialmente tinha conhecimento disso e infelizmente não soube tratar da melhor forma, não soube bloquear isso e as fraudes continuaram”, disse a Cassandra.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários