Poder

Luciano abandona Flávio Dino e vai apoiar Roberto Rocha em Pinheiro

Há pouco menos de 3 meses da campanha eleitoral, o prefeito Luciano Genésio (PP), abandonou em Pinheiro o governador Flávio Dino (PCdoB), e vai apoiar o senador Roberto Rocha (PSDB), que é pré-candidato ao executivo estadual.

Em sua rede social, Genesio postou foto ao lado do senador tucano e classificou de “a resposta é o trabalho”, em referencia a uma parceria institucional, inclusive, política. Na mesma imagem, o prefeito enalteceu o encontro com Rocha como “construindo uma nova história”.

Em Pinheiro, existem duas lideranças consolidadas que divergem politicamente. Uma é a família do ex-prefeito de Pinheiro Filuca e deputado federal Vítor Mendes, que faz oposição a gestão da família Genesio.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Luciano abandona Flávio Dino e vai apoiar Roberto Rocha em Pinheiro”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Matheus

    Este apoia é a todos isto sim

  2. Domingos Carvalho Sodré

    Se essa notícia for verdadeira, Prefeito Luciano está na contra mão do cenário político do Maranhão atual, ele parece mostrar que é um jovem com o coração cheio de mágoas, esse comportamento deve ainda ter céquelas da eleição passada de Prefeito, onde o Luciano teve problemas a polícia civil e nunca ingoliu esse fato, porém esse fato é coisa do passado e nesse momento entendo eu que o Luciano dá um passo totalmente equivocado porque o Roberto Rocha não passa de um LARANJA e digo mais o Roberto Rocha não tem nada a perder porquê ainda têm 4 anos de Senador e só vai perder é a população Pinheirense que vai sofrer pelo passo errado do Luciano. Lembro ainda, que o eleitorado de Flávio Dino não se enquadra em nenhum cenário de currural eleitoral o eleitor do Flávio Dino foi e serar sem vínculo com curral eleitoral, hoje esse eleitor é simplesmente mais consciente e nesse momento o Luciano está totalmente equivocado e vai caminhar rumo a inviabilidade do seu governo nos últimos dois anos e ainda vai correr o risco de fortalecer o seu opositor local e esse será o seu maior prejuízo político. Portanto ainda, há tempo pra uma nova opção. Vamos aguardar realmente esse cenário qual rumo terá.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários