Poder

Ex-assessora de prefeito ganha contrato de quase R$ 1 milhão em Açailândia

A Prefeitura de Açailândia realizou, no final do ano passado, uma licitação para contratação de empresa de publicidade e propaganda que atendesse as demandas visuais da gestão de Juscelino Oliveira e Silva (PCdoB).

Porém, a empresa vencedora do certame é da ex-assessora da prefeitura, Marly Alves Costa. Em imagens nas redes sociais, Marly aparece fazendo campanha política para o prefeito da cidade.

Pesquisa feita no Diário Oficial mostra que no dia 21 de novembro foi homologado a concorrência pública de número 006/2017. No dia 23 do mesmo mês foi publicado ato convocatório para assinatura do contrato com a empresa M.A Costa Produções ME, de nome fantasia Agência Criativa.

A relação entre a proprietária da Agência Criativa e o prefeito Juscelino é de total sintonia, inclusive, no período eleitoral ela utilizou sua outra empresa, a RM Comercio Industria e Serviços para produzir o programa do horário eleitoral da reeleição do prefeito, conforme mostra prestação de contas feita no TSE

Estranhamente, no ano seguinte à eleição municipal, a empresa da ex-assessora de Juscelino Oliveira e Silva abocanhou contrato.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Ex-assessora de prefeito ganha contrato de quase R$ 1 milhão em Açailândia”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Marcella Alves

    Qual a finalidade dessa matéria? Quem você blogueiro, acha que quer atingir? Chamar atenção do MP? Por que trazer essa matéria novamente? Acessou o portal para ver quantos trabalhos ja foram realizados após essa Licitação? Quantos pagamentos foram feitos? Encontrou irregularidade? Não respeito essas matérias manipuladas. … blogueiros brincando de jornalista.

  2. Edir macedo

    Me pergunto onde está o MP . 1 milhão em publicidade e a cidade abandonada. Não é garantido o minimo de qualidade em saúde e educação e se gasta uma quantia dessas com publicidade. Deveria ser investigado e identificado se houve prejuízo ao erário e se houve enriquecimento ilícito dos encolvidos. Que coincidência a ganhadora da licitação?!

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários