Poder

Discriminação e segregação no hospital São Domingos

O mercado de trabalho em hospitais privados maranhenses ainda é marcado pela cor do preconceito. A segregação no ambiente profissional persiste, no Hospital São Domingos, localizado na Avenida Jerônimo de Albuquerque, 540, bairro Bequimão em São Luís.

Profissionais da área da saúde são descriminados de cargos sem status, exceto médicos.

Segundo informações repassado ao site, médicos tem estacionamento preferencial, comida especial das demais entre outros privilégios comparado com outros profissionais. A segurança privada do hospital não deixa os profissionais de enfermagem estacionarem no mesmo lugar que os médicos, enfermeiros tem repousos diferentes.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

4 comentários em “Discriminação e segregação no hospital São Domingos”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. JOANA PEREIRA

    PURA VERDADE!!! NÃO É MENTIRA NÃO. TA ACONTECENDO MESMO ESSA DISCRIMINAÇÃO ENTRE MÉDICOS E ENFERMEIROS, SENDO QUE QUEM MAIS TRABALHA SÃO OS ENFERMEIROS, MÉDICOS SÃO ESTRELAS. UMA PENA ISSO.

  2. Meire Maria

    ISSO TUDO É VERDADE! MUITO TRISTE ESSA DISCRIMINAÇÃO, ONDE NA REALIDADE QUEM TRABALHA, QUEM FAZ TODOS OS PROCEDIMENTOS , QUEM TÁ DIRETO COM PACIENTES SÃO OS ENFERMEIROS. ACHO QUE OS HOSPITAL DEVERIAM REVER ISSO, DEVIAM DAR MAIS PRIORIDADE Á CLASSE DOS ENFERMEIROS.

  3. Meire Maria

    ISSO TUDO É VERDADE! MUITO TRISTE ESSA DISCRIMINAÇÃO, ONDE NA REALIDADE QUEM TRABALHA, QUEM FAZ TODOS OS PROCEDIMENTOS , QUEM TÁ DIRETO COM PACIENTES SÃO OS ENFERMEIROS. ACHO QUE O HOSPITAL DEVERIA REVER ISSO, DEVIA DAR MAIS PRIORIDADE Á CLASSE DOS ENFERMEIROS.

  4. FLAVIODINOVO

    EU NEM ESTRANHO MAIS ISSO, SOU PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM E VEJO NA PROFISSÃO A MEDIOCRIDADE, A DISPUTA EXISTE ENTRE OS PRÓPRIOS PROFISSIONAIS DA MESMA CATEGORIA, OU SEJA, ENFERMEIRO PERSEGUE AUXILIAR, AUXILIAR PERSEGUE ENFERMEIRO. É MUITO TRISTE, E NÃO É SÓ NO SÃO DOMINGOS NÃO, ESSA SITUAÇÃO É VIVENCIADA EM TODAS, SEM MEDO DE ERRA, EM TODAS AS INSTITUIÇÕES DE SAÚDE.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários