Poder

Delegado morto comandava investigação sobre contrabando

O delegado Federal Davi Farias Aragão – morto a facadas e tiros na noite de sábado (05) no bairro Araçagi -, era quem presidia o inquérito das investigações sobre o esquema de contrabando de cigarros e wisk no Maranhão.

Davi foi assassinado em sua casa na Praia do Meio, cidade de São José de Ribamar, quando comemorava aniversário de sua filha (reveja).

Após o juiz estadual Ronaldo Maciel, da Primeira Vara Criminal, declinar da competência sobre o caso contrabando, todo o processo foi remetido para Justiça Federal.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários