Poder

Jagunços de Ricardo Murad destróem casas e expulsam famílias de povoado de Coroatá

Jagunços armados de grosso calibre derrubaram barracos e ainda expulsaram famílias carentes que residiam há mais de 30 anos em Coroatá.

A desordem aconteceu na manhã de sábado (31), de Aleluia, no Povoado Santana localizada a 45 quilômetros da sede da cidade. As famílias estão traumatizadas.

Segundo denúncia de um dos moradores (vídeo o vídeo acima), a ação dos jagunços foi ordenadda pelo ex-secretário Estadual de Saúde, Ricardo Murad, e sua esposa Teresa Murad, ex-prefeita.

Os moradores, que tiveram suas casas destruídas, foram submetidos a humilhação. Homens, mulheres e crianças foram obrigados a deixar suas moradias e aceitar um acordo imposto de que seria pago 5 mil reais a cada família.

Ao todo, cinco famílias moravam nas terras e trabalhavam com roça e criavam galinhas. Os pistoleiros, segundo os moradores, afirmavam a todo tempo que a área pertence à família Murad.

NOTA

A assessoria informou que o terreno mencionado no vídeo pelo morador do Povoado Santana, em Coroatá, não pertence a Ricardo Murad e nem a sua esposa Teresa Murad.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Jagunços de Ricardo Murad destróem casas e expulsam famílias de povoado de Coroatá”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. João

    O CERTO ERA OS DEPUTADOS FALAR ISSO NA TRIBUNA DA ASSEMBLÉIA E MOSTRAR PRA POPULAÇÃO DO MARANHÃO, QUEM MANDOU FAZER ISSO, PORQUE A FILHA DO RICARDO MURAD TUDO ELA RECLAMA NA ASSEMBLEIA E AGORA CADÊ OS DEPUTADOS PRA FALAR ISSO, BLOG TÁ DE PARABÉNS PELA DIVULGAÇÃO.

  2. ELIABE lma

    Acho que isso é uma grande mentira.

    Todo ano político é assim…. São apenas jogadas políticas para tentar enfraquecer um grupo que politicamente é muito forte na região.

    Isso é uma vergonha…. uma notícia desse tipo.

  3. Jagunços de Ricardo Murad destroem casas e expulsam famílias do povoado Santana em Coroatá | Blog Carlos Magno

    […] Blog: Neto Ferreira […]

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários