Poder

Edilázio sai em defesa dos professores na Assembleia Legislativa

O deputado estadual Edilázio Júnior (PSD) se solidarizou aos professores da rede pública estadual que ocuparam galeria da Assembleia Legislativa na sessão de hoje, e assegurou voto em defesa do total cumprimento do Estatuto do Magistério no estado.

O Governo do Estado tenta a votação de uma Medida Provisória que altera o Estatuto do Magistério e dispõe sobre o reajuste salarial dos professores. A matéria altera o texto do Estatuto sancionado em 2013, e prevê, para este ano, um reajuste de 8% sobre os vencimentos e a Gratificação por Atividade no Magistério (GAM) para quem ganha abaixo do piso, e somente sobre a GAM para as demais classes. A categoria, no entanto, sustenta que os professores que ganham abaixo do piso são a minoria e exige reajuste dos vencimentos para toda a classe.

Para Edilázio, a valorização do professor da rede estadual expressa em propaganda institucional, é uma farsa. “Só para quem mora em outro estado que assiste a propaganda do governo na TV para acreditar [no discurso de valorização]. Nós maranhenses, principalmente, nós parlamentares que estamos aqui diariamente ouvindo o clamor dos professores, sabemos que é uma grande farsa, uma grande mentira”, disse.

Edilázio também assegurou defesa da categoria na ocasião da votação da proposta que fere os direitos já adquiridos pelos professores.
“E aqui, caros professores, quero fazer o registro de que nós aqui da oposição votamos com vocês, vamos votar também a favor, que seja cumprido o Estatuto do Educador”, afirmou.

O parlamentar também questionou a propaganda sobre o programa “Escola Digna”. “Há um outro fake news que são essas ‘Escolas Dignas’ e aqui está quem educa [professores] e quem sabe mais que qualquer um de nós. Lá no município de Riachão, o vice-governador foi inaugurar uma escola com o líder do Governo, Rogério Cafeteira em um povoado. Caiu uma chuva, quem estava dentro da escola se molhou mais do quem estava do lado de fora. Essa é a escola digna”, disse.

Edilázio se comprometeu com os professores, em atuar em defesa da categoria e finalizou o seu pronunciamento.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários