Poder

Desembargadora desmente arquivamento de inquérito da PF contra secretário de Saúde

A desembargadora do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), Mônica Jacqueline Sifuentes Pacheco de Medeiros, afirmou que não arquivou inquérito da Polícia Federal contra o secretário de Saúde do Maranhão, advogado Carlos Lula.

“O IPL 0606/2017 SR/DPF/MA não foi por mim arquivado, mas tão somente determinei o arquivamento da Petição Criminal 0036712-28.2017.4.01.0000/MA, pela qual a autoridade policial apenas informava a instauração do referido procedimento inquisitorial, para ciência (…)”, despachou a desembargadora, segundo relatou o desembargador federal Néviton Guedes.

Com base na manifestação da desembargadora Mônica Sifuentes, Néviton Guedes alegou que “o argumento da impetração [Carlos Lula] de que o IPL no 0606/2017/SR/PF/MA teria sido arquivado […] não se confirma”.

STJ

Nesta quinta-feira (18), Carlos Lula protocolou no Superior Tribunal de Justiça (STJ), um novo pedido de habeas corpus contra ato do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, conforme publicado no Gilberto Leda (reveja). No STJ, Lula tem outro HC que está no gabinete do ministro Ribeiro Dantas.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários