Poder

Justiça mantem prisão de assassino do músico JJ

 

O juiz de Direito José Ribamar Goulart Heluy Júnior, da 4ª Vara do Tribunal do Júri, negou o relaxamento da prisão do foragido Fernando Veiga, conhecido como “Fernandinho dos Perfumes”, acusado de assinar o músico José de Jesus Menezes Junior, mais conhecido como JJ.

De acordo com o despacho do magistrado, determinou que remetam-se  os autos à delegacia de origem a fim de que sejam cumpridas as diligências ministeriais no prazo de 30 dias para a prisão de Fernando Veiga.

O músico JJ foi assassinado no dia 9 de dezembro de 2017, em um posto de combustível, que fica em frente à Citröen, em São Luís.Segundo informações, JJ discutiu com  o Fernandinho dos Perfumes em um grupo do WhatsApp, o que teria motivado o assassinato.

O músico chegou a ser levado à UPA do Araçagi, mas não resistiu e veio a óbito.O acusado do crime está foragido. Ele é morador da Cohab e tem várias passagens pela polícia por porte ilegal de arma, ameaça, posse de drogas e violência doméstica.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários