Poder

Dono da antiga Pink Elephant São Luís deve quase R$ 95 mil em aluguel de som

O piauiense Rannyere Pinto, dono da antiga Pink Elephant São Luís, é acusado de não pagar dívida contraída com um empresário maranhense.

Rannyere locou estrutura de sonorização e deixou de arcar com suas responsabilidades durante meses, gerando uma dívida que ultrapassa R$ 94 mil.

O serviço prestado foi na boate Pink de São Luís, que atualmente é a Katedral SLZ. Rannyere vendeu a casa noturna, não pagou a dívida e deixou um rombo no bolso do empresariado local.

Imagem de planilha (veja abaixo) contendo valores, detalhando meses e ano mostra que a dívida se arrasta desde 2015.

Procurado pela reportagem, Rannyere Pinto afirmou que o débito é da empresa e que a mesma está ajuizada. O empresário disse ainda que já foi feita uma proposta de pagamento nos autos do processo.

No Piauí, o empresário é bastante conhecido pelos eventos que promove como – por exemplo -, Garota Vip Teresinha, que tem como atração principal o cantor Wesley Safadão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários