Crime / Poder

PF e CGU investigam a EMSERH

A Polícia Federal está investigando contratos celebrados entre empresas de “fachada” e a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), respectivamente no ano de 2017, conforme mostra documento obtido com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira.

A Controladoria-Geral da União (CGU), encaminhou aos investigadores da PF um vasto relatório das empresas. A Emserh substituiu o Instituto de Desenvolvimento e Apoio a Cidadania-IDAC no gerenciamento das unidade hospitalares após a deflagração da operação Rêmora.

A CGU pede que a Polícia Federal analise os documentos contábil da Empresa encaminhado por ela. “Portanto, esse demonstrativo contábil é importante para verificar se as empresas de “fachadas” continuam prestando serviço para os hospitais sob administração da EMSERH“, diz trecho do documento..

Esquema

No dia 16 de novembro, foi desarticulado um esquema criminoso que vinha atuando na Secretaria de Saúde do Maranhão desde 2015, que utilizaram funcionários e empresas de fachadas por meio das Organizações Sociais, Idac, ICN, e Associação Bem Viver.

Ao todo, foram descoberto mais de 400 servidores que não tinham vínculo empregatício com os Institutosm inclusive, alguns recebendo super salários. A PF descobriu que foi usado uma “sorveteria” para emitir notas frias com o intuito de desviar recursos públicos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários