Poder

Promotoria pede condenação de prefeita de Sucupira do Norte por promoção pessoal

sucupira-leila

Para coibir autopromoção da prefeita de Sucupira do Norte, Leila Maria Rezende, o Ministério Público do Maranhão (MPMA) ajuizou, em 6 de setembro, Ação Civil de responsabilidade por ato de improbidade administrativa, em desfavor da gestora, solicitando a entrega de novos uniformes escolares aos alunos da rede pública do município.

O objetivo da manifestação, baseada no Inquérito Civil nº 01/2017, é substituir os atuais fardamentos, que contêm logomarca e a frase “Sucupira do Norte: Um futuro com novas ideias”, que remetem à campanha eleitoral da titular da administração municipal.

Na ação, formulada pelo promotor de justiça Thiago de Oliveira Costa Pires, o MPMA requer, ainda, que os novos fardamentos sejam custeados por recursos próprios da prefeita e não da Prefeitura.

PROMOÇÃO PESSOAL

Segundo o Ministério Público, a publicidade de atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos não pode implicar em promoção pessoal dos gestores.

Também não é permitido inserir símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal em bens públicos municipais ou que venham a ser utilizados pela população, o que é o caso do fardamento escolar.

Ainda de acordo com o MPMA, a inserção dos símbolos e do slogan nos uniformes teve a intenção de atrelar a imagem da gestão e da pessoa da prefeita à prestação do serviço público, violando os princípios constitucionais da impessoalidade, da moralidade e da probidade da Administração Pública.

RECOMENDAÇÃO

Antes de ajuizar a ação, o órgão ministerial já havia encaminhado, no final de março, uma Recomendação à prefeita, pedindo a suspensão da confecção dos uniformes com os elementos proibidos pela lei.

Mesmo sem atender ao pedido, a prefeita informou que havia tomado medidas para recolher os uniformes. Entretanto, não apresentou justificativa para a inclusão do slogan nas fardas escolares.

Em julho, o promotor de justiça Thiago Pires esteve em algumas unidades escolares do município e constatou a permanência do fardamento com o slogan da campanha eleitoral da prefeita Leila Rezende.

PEDIDOS

Além da entrega de novos uniformes, o MPMA pede a condenação da prefeita por improbidade administrativa, o que implica em punições como perda da função pública; ressarcimento integral do dano; suspensão dos direitos políticos pelo prazo de cinco a oito anos e pagamento de multa civil até o dobro do dano.

Outras penalidades são a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

6 comentários em “Promotoria pede condenação de prefeita de Sucupira do Norte por promoção pessoal”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Maria

    Sabe o q é mais interessante?
    Esse tipo de infração ocorreu nos mandatos anteriores e nada fizeram, agora querem confessar?
    Bem interessante 🤔🗯️

  2. Maria

    Condenar*

  3. Adonildo

    Maria voce está enganada.colocar slogan de campanha em uniforme escolar nunca existiu antes.essa decisão nao partiu da prefeita mas do secretario de educaçao,mesmo sendo avisado de quer poderia dar problemas futuros.ta ai o resultado.Entao Maria nao seja fanática,não fique cega.voce sabe que isso nao pode.eu votei na prefeita e concordo com o promotor.

  4. João

    ESSA AÍ É MAIS BANDIDA DO QUE O MARIDO DELA, SR BENEDITO CORNÃO ..
    PEDRINHAS AINDA ESPERA POR ELE 😂😂😂😂..

  5. Fernanda Matias

    😂😂😂😂Essa sucupira ai pareçe piada….
    Acorda Povo.

  6. Fernanda Matias

    Povo tem colocar alguém a altura nessa prefeitura.
    Ou então vai viver sempre assim,e por esses e mal outros mil motivos que eu não volto a morar ai.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários