Poder

Vale é citada em esquema de ‘propina’ com a COMEFC no MA

A logo is pictured on Brazilian mining company Vale's central sales office in Saint-Prex near Geneva June 4, 2012. REUTERS/Denis Balibouse

A mega mineradora Vale S.A. pode estar envolvida em um grande esquema de corrupção com o Consórcio do Municípios dos Corredores Multimodais do Maranhão – COMEFC.

Em um dos áudios obtidos com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira, a Vale é citada como recebedora de propina oriunda de obras realizadas pelo COMEFC em municípios que são cortados pela estrada de ferro Carajá no Estado.

Na última sexta-feira (11), o Blog publicou trechos de diálogos que aparecem empreiteiros negociando porcentagem dos contratos que seriam repassados para a presidente do COMEFC e prefeita de Vila Nova dos Martírios, Karla Batista e diretor do Consórcio, Dilton Carvalho. (Relembre)

No trecho a seguir, os mesmos empresários identificados como Mauro e Jozadai, agora, discutem a parte que caberá à mineradora e como será feito o repasse.

Questionado por Jozadai sobre a relação do Comefc com a Vale, Mauro diz: “lá na Vale é Dilton [Carvalho] quem negocia. O metiê ele que resolve lá“. Jozadai volta a perguntar: “ele que leva a grana para o pessoal?”

E então, Mauro começa a fazer revelações acerca de como o diretor do Consórcio, Dilton Carvalho, conseguiu o apoio da mineradora para chegar ao cargo. “olha o que ele falou para mim, Mauro, para eu ser eleito [diretor da Comefc] eu trabalhei (inaudível). Eu tive que conquistar os prefeitos para votar em mim. São 23, parece que ele teve 18 a 19 votos. E tive que fazer o ‘metiê’ com o pessoal da Vale para forçar os prefeitos não quebrar o compromisso assumido.”

O empresário completa: “porque não adianta tu só conversar com o prefeito, tu sabe que político é vagabundo para te dar uma função. Mas se tu vai lá na fonte que ilumina isso aqui. Aí o superintendente da Vale chama o cara [prefeito]: vem cá, olha tu vai ter que votar em Dilton por isso, por isso, por isso, por isso. Ele vai dizer que não? Vai perder benefícios?”

Jozadai quer saber se a Vale entra na divisão dos 10% da propina, o construtor Mauro diz que vai negociar com a mineradora, fala de repasse (propina) para prefeita e sobre uma obra de R$ 920 mil em Santa Quitéria.

“Calma, calma, calma! Mas, isso na hora que eu chegar, não vou entregar o dinheiro assim para ele- Dilton, tá aqui os $50 mil, quanto é da prefeita [Karla Batista], quanto é ter percentual, quanto é do pessoal da Vale. Aí é que nós vamos negociar. Eu to resolvendo o negócio dessa mulher aqui, to tirando ela do sufoco. O dela não é mais 10% não, o dela é só 5”, explicou Mauro.

“Ah, os 5% que sobrar…?”, Jozadai questiona. O empreiteiro detalha: “calma! Aí vai fazer o rateio entre vocês. Porque vou dizer para ele que o percentual não pode passar disso. Aí ele vai dizer: não, Mauro, mas eu negociei aqui, fulano, fulano, fulano é X. Aí é uma coisa de negociação.”

Ainda no mesmo diálogo, é detalhado o caminho do repasse da propina para a mineradora. “A gente passa o dinheiro e ele passa para os caras lá da Vale“, diz Jozadai. E Mauro confirma: “se vira.”

As revelações são explosivas e colocam a Vale como um dos personagens principais de um esquema criminoso, que foi gravado e denunciado ao Ministério Público do Maranhão.

Ouça ao áudio:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Vale é citada em esquema de ‘propina’ com a COMEFC no MA”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. natan

    Renova essa matéria . Ela é muito importante para desmascarar pessoas que vivem de enrolar os outros.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários