Poder

Parentes confirmam que motos foram dadas a carcereiro que acusou delegado em Açailandia

Dois novos depoimentos obtidos pelo Blog do Neto Ferreira confirmam que o delegado regional de Açailândia, Murillo Lapenda, deu drogas e motocicletas para o carcereiro Mauri Célio da Costa Silva.

A informação foi dada durante o depoimento prestado por Eliane Gomes de Sousa e Maurivan da Costa Silva, esposa e irmão do carcereiro, ao delegado da Superintendência Estadual de Combate à Corrupção (Seccor), Renato Barbosa Fernandes de Sousa, no dia 27 de julho.

Segundo trechos do relato, após o recebimento da droga pelo seu marido, Eliane encontrou a substância ilícita e perguntou ao carcereiro do que se tratava. Este, por sua vez, afirmou que tinha recebido o produto após realizar um trabalho para o delegado Lapenda, que não tinha dinheiro para lhe pagar, e, por isso, ofereceu a droga para que ganhasse alguma quantia vendendo.

Maurivan confirmou que Murillo deu duas motocicletas para o irmão, sendo uma Bross e uma Pop, ambas de cor laranja. “O delegado disse que se Mauri lhe ajudasse, no final do ano iria registrar a moto e colocar no nome dele”, disse Maurivan em depoimento.

Os relatos fazem parte de uma investigação feita pela Seccor, que iniciou após Mauri Silva delatar um suposto esquema montado pelo delegado regional Murillo Lapenda para incriminar o delegado titular do 1º DP de Açailândia, Tiago Fellipini

Saiba mais _______________________________________________

Escândalo: carcereiro revela esquema envolvendo delegado regional de Açailândia

Dinheiro de caça-níqueis irrigou campanha do prefeito de Açailândia e delegado sabia, diz delator

Delator entrega imagens de motos que recebeu de delegado regional de Açailândia

Juiz mantém prisão preventiva de delegado de Açailândia


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários