Poder

Governo não corresponde e procuradores devem entrar em greve novamente

A Associação dos Procuradores do Estado do Maranhão (ASPEM) divulgou um Edital de Convocação, nesta segunda-feira (24), para Assembleia Extraordinária, que acontecerá no dia 3 de agosto.

Durante a reunião, a categoria decidirá se entrará em greve ou não.

Segundo a ASPEM, o governo Flávio Dino propôs um acordo e o primeiro movimento paredista foi finalizado. A partir de então, começou a fase de negociação com o governo, que enviou uma proposta e os procuradores encaminharam uma contra-proposta, na qual não obtiveram respostas.

Em razão disso, na última quinta-feira (20),  em reunião ocorrida na judicial, os servidores presentes decidiram por medidas de enfrentamento e deliberaram por marcação de assembleia geral com a finalidade de decretar greve.

Os procuradores do Estado entraram em greve no dia 17 de maio. Após sinalização do governo, no dia 29, a categoria decidiu suspender o movimento por 30 dias.

IMG-20170724-WA0094


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Governo não corresponde e procuradores devem entrar em greve novamente”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. jose carlos silva

    Neto, com um salário desse, podendo advogar e, ainda recebendo honorários de sucumbência , ainda querem fazer greve? Esses procuradores estão de brincadeira.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários