Poder

Ex-secretário-adjunto de São Luís é citado em denúncia

O atual secretário-adjunto da Secretaria Municipal de Informação e Tecnologia de São Luís (Semit), Anderson Chaves de Souza, também foi citado na denúncia do Ministério Público do Maranhão (MP-MA) contra a organização criminosa que atuou entre os anos de 2009 e 2014 na Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz). A quadrilha desviou, segundo o MP, R$ 50 milhões do cofres públicos. Clique aqui para entender.

Anderson Chaves é citado na denúncia por ser sócio de um dos denunciados no esquema de corrupção. O documento, assinado pelo promotor de Justiça Paulo Roberto Barbosa, no entanto, não especifica qual dos denunciados mantém uma relação de sociedade com Anderson Chaves.

O texto esclarece que o secretário-adjunto Anderson Chaves não é um dos denunciados, mas que a sua relação próxima com um dos integrantes do grupo criminoso que atuou na Sefaz é algo que “não parece irrelevante”.

As denuncias apresentas pelo MP, na pessoa do procurador Paulo Roberto Barbosa, preocupam. Isso porque elas mostram como, apesar dos fortes indícios de participação no esquema que desviou milhões de reais da Sefaz, nomes como o de Raimundo Rodrigues, atual secretário da Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz), continuam com cargos de grande influência, podendo vir a cometer novos atos de corrupção.

mpma9


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Ex-secretário-adjunto de São Luís é citado em denúncia”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. João da Elza

    Kkkkkkk, essa denúncia é uma piada.
    Se fosse séria, quem deveriam ser denunciados, eram os atuais funcionários da SEFAZ, que continuam atuando e administrando todos os sistemas do governo do estado e ainda trabalham na SEMFAZ. Se o MP cruzar os nomes dos socios da CTA com a lista de duncionarios da SEFAZ e da SEMFAZ, vão ser os mesmos.
    É o chefe da área, chamado Marcelo. É o chefe da Segurança Heracias. É o chefe da TI Felipe.
    Todos foram ou são sócios do Akio na CTA, dominam tudo na SEFAZ e ainda possuem ligação na SEMFAZ de SLZ, JUCEMA, Prefeituras, etc…
    Assim como esse Anderson, todos estão milionários a base de esquemas.
    Vale lembrar, que atualmente o mesmo modo de operação continua a ser posto em pratica na SEFAZ. Os mesmos sistemas, os mesmos filtros, as mesmas mascaras de valores. So mudou o cabeça da operação, por que os beneficiários são os mesmos também: Mateus, CEMAR, etc…
    Os esquemas continuam.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários