Poder

Emserh contrata Instituto investigado em São Paulo

Os contratos da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares – Emserh, órgão ligado ao governo Flávio Dino (PCdoB) estão cada vez mais chamando atenção.

Em fevereiro desse ano, a Emserh abriu uma licitação para contratar um empresa especializada na gestão de mão de obra, capacitação e qualificação dos colaboradores com desempenho de atividades nas Unidades pertencentes à Rede Pública Estadual de Saúde, administradas por ela.

Três entidades participaram do Pregão Nº 01/2017-CSL/EMSERH, o Instituto Superior de Educação Continuada -ISEC, o Instituto de Apoio ao Desenvolvimento da Vida Humana – IADVH, ambas com sede em São Luis, e o Instituto Bio Saúde, localizada em São Paulo.

Durante o processo, cada empresa justificou o motivo pelo qual a concorrente deveria ser desclassificada. O Bio-Saúde afirmou que o ISEC não poderia continuar participando do certame porque esta teria sido denunciada pelo Ministério Público Federal (MPF) por fraudes na Prefeitura de São Luís.

No entanto, o Instituto de São Paulo também tem processo tramitando na Justiça paulista, mais precisamente na cidade de Ubatuba, por irregularidades no contrato de gestão de serviços de saúde celebrado entre o Município e a empresa Bio-Saúde.

Ao final do procedimento licitatório, a Bio-Saúde sagrou-se vencedora do Pregão.

Desse modo, é notório que há falha no critério de avaliação para contratar empresas que atuem na saúde estadual.

emserh

emserh1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Emserh contrata Instituto investigado em São Paulo”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Investigado em São Paulo, Instituto acumula contratos de R$ 313 milhões na Emserh « Neto Ferreira – Conteúdo Inteligente

    […] abril, o Blog do Neto Ferreira publicou a matéria Emserh contrata Instituto investigado em São Paulo, onde explica como se deu o processo licitatório, no qual a Entidade sagrou-se a vencedora do […]

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários