Poder

Júnior Verde quer impedir desapropriação da comunidade Cabral Miranda

IMG_8454

Durante discurso na Assembleia Legislativa, nesta quinta (09), o deputado estadual Júnior Verde (PRB) destacou a visita que fez à comunidade Cabral Miranda, na zona rural de São Luís, onde dezenas de famílias desenvolvem atividades agrícolas importantes, inclusive produção de suínos.

Os produtores se reuniram na semana passada, por intermédio de Júnior Verde, com o governador Flávio Dino para tentar impedir a desapropriação da área por parte do Governo do Estado. “Percebemos em nossa visita que esta propriedade é muito produtiva. São em torno de 35 hectares produzindo macaxeira, vinagreira, legumes, verduras de forma geral, inclusive suínos. Percebemos a dimensão que a comunidade representa hoje para as mais de 80 famílias que ali vivem e produzem em regime de cooperativas”, relatou o deputado, reforçando que a área não merece ser objeto de desapropriação.

Durante a reunião com Flávio Dino, realizada no Palácio dos Leões, o próprio governador se manifestou favorável à continuidade das atividades, “inclusive já com a intenção da regularização fundiária”, informou.

Júnior Verde garantiu aos produtores que lutaria para regularizar a região, para que as famílias obtenham a referida titulação. “Precisamos fortalecer a economia familiar, então essa ida nossa à comunidade Cabral Miranda foi para verificar justamente essa área, para a qual já estamos formalizando uma Indicação ao Governo do Estado para a permanência dessas famílias, mas já há um compromisso do próprio governador em encaminhar uma equipe técnica do Estado para avaliar a região. Vamos continuar apoiando o setor produtivo do nosso Estado”, garantiu Júnior Verde, que em fevereiro, teve um decreto assinado por Flávio Dino estabelecendo ICMS para entrada de suínos vivos ou abatidos no Estado, fruto de uma Indicação de sua autoria. O decreto beneficiou mais de 20.000 produtores em todo o Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários