Poder

Juíza diz que foi ingênua ao receber dinheiro de Prefeitura em conta pessoal

Juiza-Josane-Braga-3

No Maranhão, a a contaminação não entranhou somente nos poderes Legislativo e Executivo. Mas também, no Judiciário. Como é o caso da titular da Comarca de Coroatá, juíza Josane Araújo Farias Braga, que tem ganhado ampla repercussão no Estado.

Documentos mostram, claramente, que a magistrada recebeu o valor de R$ 6.800,00 mil do FPM -Fundo de Participação dos Municípios- em sua conta pessoal, ou seja, dinheiro público. A reportagem foi divulgada pelo Blog do Luis Pablo.

Ao se defender, em um grupo de WhatsApp, Josane usou a palavra ingênua para classificar a sua atitude em receber o montante transferido pela Prefeitura de Peritoró. “Foi uma grande ingenuidade ter cedido minha minha conta para poder viabilizar o pagamento das despesas convênio da prefeitura”

A juíza alega que o dinheiro recebido foi referente ao pagamento das despesas de um mutirão que fez em 2012, No entanto, não foi feito um convênio empenho, projeto básico, convênio ou congênere e sem prestação de contas, haja vista que o referido repasse não passou por nenhuma dotação orçamentária, previsão de pagamentos municipais, e tampouco existiram programas oficiais do Poder Judiciário estadual que justificassem tal repasse.

O mais intrigante é que a magistrada agora critica quem divulgou os extratos dos recebimentos de sua conta pessoal. Ou seja, o errado é o autor da reportagem?

É óbvio que a juíza errou ao receber dinheiro de prefeitura em sua conta pessoal. E isso demonstra que há indícios de corrupção no Judiciário maranhense.

Blog-do-Luis-Pablo-Juíza-Josane-Araújo-Farias-Braga-e1486972464824


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários