Poder

Doadora da campanha de Flávio Dino está envolvida na “Máfia da SEFAZ”

A Companhia de Distribuição Araguaia doou R$ 100 mil para a campanha de Flávio Dino, em 2014.

A “Máfia da Sefaz” sangrou os cofres públicos do Maranhão e envolveu grandes empresas no esquema de corrupção, 190 ao todo. Uma das empresas beneficiadas, e denunciadas à Justiça, com a concessão de regime especial de tributação foi a Companhia de Distribuição Araguaia (CDA), segunda maior empresa de beneficiamento e distribuição de arroz do Brasil.

As regalias foram concedidas na gestão do então secretário de Estado da Fazenda (SEFAZ), Claudio Trinchão, no governo Roseana Sarney. O primeiro regime especial foi concedido no dia 9 de junho do ano de 2011. Em 2013, foi alterado para o regime especial 04/2013, com vigência de 1º de fevereiro de 2013 a 31 de dezembro de 2018.

Com a nova redação, o Governo do Estado concedeu crédito presumido, de modo que a carga tributária resultante fosse de 2% sobre o valor das operações de vendas internas e 1% nas operações interestadual de: arroz, feijão, milho, milheto, soja, sorgo, leite, achocolatado, produtos lácteos e afins. Concedeu ainda, para as transferências internas entre filiais um crédito presumido, fazendo com que a incidência do imposto para recolhimento seja nula.

Vale ressaltar que a Companhia de Distribuição Araguaia, investigada na fraude da SEFAZ, favoreceu o atual governador do Maranhão, Flávio Dino, durante a campanha de 2014, com uma doação generosa de R$ 100 mil. O repasse foi revelado com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira (Reveja).

cda4

cda5

cda

cda1

cda2

cda3


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários