Poder

Justiça decreta prisão de empresário acusado de sonegar R$ 1,5 bilhão em impostos

O esquema foi montado no Maranhão e no Pará. O empresário está foragido desde o dia 9 de setembro de 2016, quando foi expedido mandado de prisão preventiva.

thumbnail_img-20161201-wa0014

A pedido do Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA), a Justiça Federal decretou a prisão preventiva do empresário Roberto Luiz da Silva Logrado, acusado de manter esquema milionário de sonegação fiscal, além do sequestro de seu patrimônio e de familiares, até o valor de R$ 173.152.706,56 milhões.

Como fruto da decisão judicial, já foram bloqueados R$ 8,6 milhões em saldos financeiros e realizada a indisponibilidade de nove veículos registrados no nome família Logrado. O empresário está foragido desde o dia 9 de setembro de 2016, quando foi expedido mandado de prisão preventiva.

O pedido de prisão foi feito pela Procuradoria da República no município de Imperatriz (PRM/Imperatriz), a partir de investigação realizada pelo MPF como desdobramento da Operação “Abatedouro”, ocorrida no ano de 2006.

Na operação, a Receita Federal apurou a existência de um grupo econômico formado por sociedades empresariais – Grupo Frisama – que atua no ramo do abate e frigorificação de carne e por meio do qual foi montado esquema de sonegação fiscal nas dependências do Frigorífico do Sudoeste do Maranhão – Frisama, localizado na cidade de Açailândia e administrado por Roberto Logrado. A quadrilha sonegou R$ 1,5 bilhão em impostos.

As empresas que compõem o grupo Frisama e atuam no Maranhão, são: Frigorífico Açailândia Ltda (Feisama), Frigorífico Industrial Açailândia e Industrial e Comercial de Alimentos Ltda. Já no estado do Pará, foram identificadas as empresas Frigorífico Eldorado Ltda (Friel), Matadouro Eldorado Ltda e Frigorífico Industrial Altamira Ltda, constituídas em nome de “laranjas”.

De acordo com as investigações, o Frisama celebrava contratos fictícios de prestação de serviço com terceiras empresas contratantes. O recolhimento dos tributos deveria ser realizado por essas empresas que, na verdade, eram constituídas no nome de “laranjas”, com exclusivo propósito de sonegar os tributos devidos à Receita Federal. Os dados da Receita mostraram que Logrado chegou a utilizar como administradores pessoas analfabetas, sem bens e com suspeita de que nem sequer existem.

Por meio de fiscalização da Receita Federal foram constatadas diversas irregularidades na atuação do grupo Frisama, tais como: omissão de dados geradores de contribuição previdenciária (a exemplo da remuneração de empregados), movimentação financeira incompatível com a receita bruta declarada pela empresa e movimentação financeira de empresa declarada à Receita como inativa.

No decorrer das investigações, o MPF promoveu pesquisa patrimonial do acusado identificando os terceiros usados para ocultação dos bens pertencentes a Roberto Logrado, sendo eles a ex-esposa do empresário e os três filhos, Jacqueline Santos Logrado, Vitor Santos Logrado e Diego Santos Logrado. Dentre os bens registrados no nome do acusado e família, estão carros de luxo, quinze fazendas localizadas no Maranhão e Pará, além da Faculdade Vale do Aço Ltda, localizada no município de Açailândia/MA.

Atendendo aos pedidos do MPF, a Justiça decretou: a prisão preventiva de Logrado; o sequestro (já cumprido) de nove veículos; apreensão de cotas sociais de 11 empresas localizadas no Maranhão e Pará (dentre elas frigoríficos, empresa de turismo, informática, distribuidora de alimentos e a Faculdade Vale do Aço); apreensão de R$ 173.152.706,56 mantidos por Roberto Logrado e seus três filhos (Jacqueline, Vitor e Diego Logrado), dos quais R$ 8.684.407,43 já foram bloqueados; indisponibilidade de 15 imóveis registrados no nome da família, bem como quebra de sigilo bancário de Logrado, ex-esposa e filhos, e de mais seis empresas integrantes do grupo Frisama.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Justiça decreta prisão de empresário acusado de sonegar R$ 1,5 bilhão em impostos”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Antonio Célio

    Vidente previu acidente aéreo com time inteiro de futebol em março deste ano

    Em março deste ano, o vidente Carlinhos participou do programa de Olga Bongiovani e contou que time inteiro de futebol morreria em um avião
    Acidente: avião que levava time da Chapecoense para Colômbia caiu com 81 pessoas à bordo

    Acidente: avião que levava time da Chapecoense para Colômbia caiu com 81 pessoas à bordo
    O trágico acidente envolvendo o avião que levava a delegação da Chapecoense para a Medellín, na Colômbia, onde o time enfrentaria o Atlético Nacional pelo primeiro jogo da final da Sul-Americana, já havia sido previsto pelo vidente Carlinhos.
    Leia mais: Avião da Chapecoense cai na Colômbia; 71 morreram e só seis sobreviveram
    Ao participar do programa de Olga Bongiovani no dia 29 de março deste ano, o vidente falou que um avião cairia em menos de um ano. “Um time de futebol inteiro vai morrer em um avião”, disse. Na época ele não disse que acidente aconteceria com a Chapecoense nem se o time era do Brasil.
    Veja o vídeo:
    Acidente
    O avião que levava o time da Chapecoense para o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana sofreu um acidente na região metropolitana de Medellín, na Colômbia, segundo confirmação da defesa civil de Medellín à “Rádio Caracol”, emissora local. A administração do aeroporto José Maria Córdova, onde pousaria a aeronave, também confirmou o ocorrido.
    Leia mais: Jogadores pelo mundo lamentam tragédia com o avião da Chapecoense
    Sobreviventes
    Dos 77 passageiros à bordo, apenas seis sobreviveram: o goleiro Jackson Follmann, o lateral Alan Ruschel, o zagueiro Neto, um jornalista e dois tripulantes.
    O primeiro jogador a chegar ao hospital San Juan de Dios, em La Ceja, foi o lateral-esquerdo Alan Ruschel. O atleta chegou consciente e conversando, mas em estado de choque. Segundo a Rádio Caracol, Alan estaria com fratura no quadril e um corte na cabeça.
    Veja os nomes de quem estava no voo:
    Jogadores:
    1. Danilo
    2. Gimenez
    3. Bruno Rangel
    4. Marcelo
    5. Lucas Gomes
    6. Sergio Manoel
    7. Felipe Machado
    8. Matheus Biteco
    9. Cleber Santana
    10. Alan Ruschel (sobrevivente)
    11. William Thiego
    12. Tiaguinho
    13. Neto (sobrevivente)
    14. Josimar
    15. Dener
    16. Gil
    17. Ananias
    18. Kempes
    19. Follmann (sobrevivente)
    20. Arthur Maia
    21. Mateus Caramelo
    22. Aílton Canela
    Leia mais: “A Chapecoense tem que continuar”, diz, aos prantos, o vice-presidente do clube
    Demais convocados e comissão técnica
    23. Caio Júnior (Técnico)
    24. Duca
    25. Pipe Grohs
    26. Anderson Paixão
    27. Anderson Martins
    28. Dr. Marcio
    29. Gobbato
    30. Cocada
    32. Serginho
    32. Serginho
    33. Adriano
    34. Cleberson Silva
    35. Maurinho
    36. Cadu
    37. Chinho di Domenico
    38. Sandro Pallaoro
    39. Cezinha
    40. Giba
    Diretoria
    41. Nilson Folle Júnior
    42. Decio Burtet Filho
    43. Edir de Marco
    44. Ricardo Porto
    45. Mauro dal Bello
    46. Jandir Bordignon
    47. Dávi Barela Dávi
    Convidados
    48. Luciano Buligon
    49. Gelson Meisão
    Imprensa
    50. Victorino Chermont (Fox Sports)
    51. Rodrigo Santana Gonçalves (Fox Sports)
    52. Deva Pascovich (Fox Sports)
    53. Lilacio Júnior (Fox Sports)
    54. Paulo Clement (Fox Sports)
    55. Mario Sergio Pontes de Paiva (Fox Sports e ex-jogador)
    56. Guilher Marques (Globo)
    57. Ari de Araújo Júnior (Globo)
    58. Guilherme Laars (Globo)
    59. Giovane Klein (repórter da RBS TV de Chapecó)
    60. Bruno Mauro da Silva (técnico da RBS TV de Florianópolis)
    61. Djalma Araújo Neto (cinegrafista da RBS TV de Florianópolis)
    62. Adré Podiacki (repórter do Diário Catarinense)
    63. Laion Espindula (repórter do Globo Esporte)
    64. Rafael Henzel (Radio Oeste Capital – sobrevivente)
    65. Renan Agnolin
    66. Fernando Schardong
    67. Edson Ebeliny
    68. Gelson Galiotto
    69. Douglas Dorneles
    70. Jacir Biavatti
    O acidente aconteceu em Medellín, na Colômbia, e matou 71 pessoas.

    http://esporte.ig.com.br/futebol/2016-11-29/vidente-acidente.html

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários