Poder

Empresa envolvida em fraude da Saúde do MA mantém contratos no Tocantins

Para alguns, o fato de a empresa COBRA ainda manter contratos com o governo de Tocantins leva a crer que o esquema de corrupção revelado pela Polícia Federal, na Operação Sermão aos Peixes, pode ser ainda maior do que se imagina.

Mesmo depois de ter seu proprietário preso por duas vezes pela Polícia Federal, o Centro de Oncologia Brasileiro (COBRA) continua prestando serviços ao governo do Estado do Tocantins. A revelação foi feita pelo próprio dono da empresa COBRA, o empresário Emílio Borges Rezende, que foi preso em 2015 e em 2016 por participação no esquema que desviou milhões da saúde do Maranhão — revelado durante a Operação Sermão aos Peixes, da Polícia Federal.

Acusado de desvios milionários, e de ocultação de provas, o empresário Emílio Borges Rezende revelou, em depoimento à Polícia Federal, que a empresa COBRA ainda possui contratos com o governo do Estado do Tocantins.

Para alguns, o fato de a empresa COBRA ainda manter contratos com o governo de Tocantins leva a crer que o esquema de corrupção revelado pela Polícia Federal, na Operação Sermão aos Peixes, pode ser ainda maior do que se imagina.

Veja, abaixo, no documento obtido pelo Blog do Neto Ferreira. 

cobra


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários