Poder

Justiça Federal aceita denúncia contra acusados de desvios da saúde do Maranhão

Na ação também estão arroladas mais 4 pessoas ligadas ao esquema que desviou milhões dos cofres da Saúde do Maranhão.

page

O juiz da 1ª Vara Federal, Jaime Travassos Sarinho, aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF), que acusa os proprietários do Instituto de Cidadania e Natureza (ICN) e da Associação do Bem Viver, Benedito Silva Carvalho, Péricles Silva Fiho e Emílio Borges Rezende, respectivamente, e mais 4 pessoas ligadas ao esquema que desviou milhões dos cofres da saúde do Maranhão.

De acordo com o documento foi obtido com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira , também foram arrolados no processo: Plínio Medeiros Filho; Maíra Milhomem Pereira Malheiro Simões; Marcelo Renato da Silva; Antônio Bernardo Milhomem Pereira.

Todos estão qualificados no bojo da investigação levada a efeito no autos do inquérito policial, produzido pela Polícia Federal por práticas de lavagem de dinheiro.

Segundo o juiz Jaime Sarinho, a denúncia preenche todos os requisitos do art. 41 do Código Penal, ou seja, contém a exposição dos fatos criminosos, com todas as circunstâncias, a qualificação dos acusados, a classificação dos crimes a eles imputados.

Leia também: Procuradoria denuncia donos da Bem Viver, ICN e empresário por lavagem de dinheiro

“Verifico, num juízo prévio de admissibilidade da acusação, ser o Ministério Público Federal o titular para propor a ação penal consignada, além de que a denúncia se faz acompanhar de inquérito policial, no qual se encontram elementos indiciários que consubstanciam justa causa suficiente para a ação penal, notadamente a comprovação de materialidade e indícios suficientes de autoria em relação aos denunciados”, proferiu o magistrado.

No mesmo despacho, o Jaime Sarinho determinou que fosse desmembrada a ação penal, uma vez que há dois dirigentes do Instituto de Cidadania e Natureza (ICN), Benedito Silva Carvalho, Péricles Silva Fiho, e 5 são administradores ou representantes de empresas envolvidas no esquema investigado.

Na decisão, o juiz argumentou que os proprietários do ICN já estão em prisão domiciliar preventivamente e que as condutas de Péricles e Benedito guardam bastante relação entre sim, pois ocorrem no âmbito do ICN, diferentemente das condutas atribuídas aos demais réus, que aconteceram em locais distintos.

img-20161124-wa0123

img-20161124-wa0124

img-20161124-wa0125

img-20161124-wa0126


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Justiça Federal aceita denúncia contra acusados de desvios da saúde do Maranhão”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. SL

    Prefeito de Tuntum-MA.
    Já desviou Milhões da Saúde do Maranhão e a PF não prendeu ele ainda, o certo era passar no Fantástico.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários