Poder

Grupo Mateus foi beneficiado em esquema e causou prejuízo de R$ 153,9 milhões ao Estado

ilson-mateus_02

Proprietário do Grupo Mateus, Ilson Mateus.

O Grupo Mateus foi beneficiado em esquema criminoso que atuava dentro da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), entre os anos de 2009 a 2014, conforme documento obtido pelo Blog do Neto Ferreira. A organização criminosa deu prejuízo de mais de R$ 1 bilhão aos cofres públicos, segundo aponta a denúncia oferecida pela 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária e Econômica.

De acordo com o titular do órgão, Paulo Roberto Barbosa Ramos, o Grupo Mateus firmou um acordo judicial com a então governadora do Maranhão, Roseana Sarney, com aval dos procuradores do Estado, Marcos Alessandro Coutinho Passos Lobo, Helena Maria Cavalcanti Haickel e Ricardo Gama Pestana, que gerou aos cofres da Fazenda Estadual um rombo de R$ 153.905.456,57 milhões.

As empresas DISPEBEL Distribuidora de Bebidas Presidente Ltda., SADIBE Santa Inês Distribuidora de Bebidas Ltda., DIGAL – Distribuidora de Bebidas Gaspar Ltda. e MARDISBEL Marreca Distribuidora de Bebidas Ltda também foram beneficiadas e causaram um prejuízo de R$ 42.694.154,40 milhões.

Segundo o promotor, o ex-secretário da Fazenda, Cláudio Trinchão, foi responsável por compensações tributárias indevidas de créditos tributários com créditos não-tributários e suas respectivas cessões em favor do Grupo Mateus, no valor de R$ 49.628.541,16 milhões, evidenciadas na base de dados do sistema SIAT (Sistema Integrado de Administração Tributária) e no processo administrativo nº 227360/2013, em favor do Grupo Mateus, no período de 20 de setembro de 2013 a 01 de abril de 2014.

Já entre os meses de abril e dezembro de 2014, o ex-secretário-adjunto, que tinha assumido a SEFAZ na época, Akio Valente Wakiyama, foi o responsável por compensações tributárias indevidas de créditos tributários com créditos não tributários e suas respectivas cessões em favor do Grupo Mateus, no valor de R$ 104.276.915,41 milhões, evidenciadas na base de dados do sistema SIAT e no processo administrativo nº 227360/2013, segundo apurou o Blog do Neto Ferreira.

“A soma desses acordos alcançou a não desprezível cifra de R$ 196.599.610,97 milhões, sem contar valores ainda reivindicados pelo Grupo Mateus, os quais deixaram de ser pagos a partir de 2015 e que, somados aos já pagos, fazem com que os valores negociados para atender supostos interesses do Estado do Maranhão e que, em tese, seriam mais benéficos, ultrapassassem, e muito, estratosféricos R$ 200 milhões, os quais poderiam ter sido investidos na construção de escolas de alta qualidade nas regiões mais pobres do Maranhão, mas serviram apenas para beneficiar dois grupos empresariais”, frisou o promotor Paulo Ramos.

mateus

mateus1

mateus2

mateus3

mateus4


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

5 comentários em “Grupo Mateus foi beneficiado em esquema e causou prejuízo de R$ 153,9 milhões ao Estado”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Francisca Souza

    Esse grupo tem mais de 30 mil funcionários na folha de pagamento.

    Se o beneficio foi dado e se foi ilegal não sei, mas fez gerar muitos empregos diretos fora os indiretos.

  2. Leonam

    Por isso que todo mundo diz que o Mateus é de Rossana Sarney

  3. Antonio Carlos

    Eu não vejo nada errado nas concessões de bemwfícios.
    Basta ver a quantidade de empregos gerados. O grande problema é esse governador perseguidor.
    Será que não teve concessão no governo Flávio?
    Agora imaginem o Mateus indo embora do MA. Calculem o impacto exonômico.
    Só perseguição desse governo ditador

  4. Bruna Mendes

    Você no coração da gente…….aí fica fácil né Rosinha?

  5. roberto

    Esses argumentos de emprego é pura demagogia pois o dinheiro desviado falta na educação saúde e segurança por essa é mais outras que o Maranhão tem uma população pobres de tanto serem saqueados pela família sarney

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários