Poder

Auditoria da CGU revela precariedade em escolas de Viana

26/01/2012. Crédito: Gilson Teixeira/OIMP/D.A Press. Brasil. São Luís - MA. Sec. Chico Gomes Balanço SEDES

Prefeito de Viana, Chico Gomes.

A educação do município de Viana (MA) está agonizando. Foi o que revelou o relatório da Controladoria-Geral da União (CGU), obtido pelo Blog do Neto Ferreira, que foi construído após inspeção realizada no município de 25 a 27 de novembro de 2015. Durante esse período, foram inspecionadas, de forma aleatória, 19 escolas de educação básica. Em todas elas foram encontradas muitas irregularidades.

A situação mais crítica ocorre em escolas da Zona Rural do município. Além de estruturas precárias, sem higiene ou qualquer tipo de conforto, as escolas sofrem com o atraso e até mesmo a falta da merenda escolar. Esse último ponto se torna ainda mais grave se for levada em consideração a situação humilde dessas crianças. Muitas vezes a merenda escolar é a principal refeição que elas conseguem ter no dia.

dispensa

Foto da dispensa da escola Deocleciano Antônio da Silva, que possui 90 alunos. A merenda, além de não ser nutritiva, não é suficiente para todos.

O caso mais emblemático ocorre na escola Santa Helena, que atende apenas 14 alunos de origem humilde. O descaso é tão grande que a prefeitura demitiu a merendeira que estava há três meses sem receber salário. E, mesmo assim, ela continua indo todos os dias à escola para mantê-la aberta e limpa. Isso porque a gestora da unidade nunca mais foi trabalhar. De acordo com o relatório da CGU, as crianças estavam há 39 dias sem merenda.

antahelena

A escola possui apenas uma sala, completamente sem estrutura, com chão de cimento cheio de buracos. A sala também é utilizada como ‘refeitório’, quando os alunos têm o que comer. No relatório, a  CGU afirma que “não há possibilidade alguma de o lugar ser denominado de sala de aula”. Veja, acima, as imagens da escola.

Nas escolas São Raimundo e São Francisco, ambas também na Zona Rural, os alunos estavam há impressionantes 74 dias sem receber merenda escolar. Em várias outras, a média era de 40 dias sem recebimento da merenda escolar. Fato que comprova o total descaso da prefeitura com a educação básica de Viana.

A situação, revelada pela CGU, foi tão absurda e clara que a prefeitura de Viana nem tentou negá-la. Por meio de nota, a prefeitura apenas informou que iria promover “sistemas interno de controle” para melhorar a situação, mas não anexou quaisquer documentos que atestem essas ações. Enquanto isso, as crianças carentes continuam sem merenda.

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Auditoria da CGU revela precariedade em escolas de Viana”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Paulo Vieira

    Viana é longe Neto,
    Vai bem aí em São José de Ribamar, na Mata, E.M. Siva Rodrigues, a dispensa não tem nada!!! não há merenda na escola faz tempo, e isso porque o prefeito CUpim é no presidente da FAMEM, me poupe!!!

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários