Poder

Akio Valente e os R$ 181 milhões

Akio Valente Wakiyama é apontado pelo MP como um dos cabeças do esquema de corrupção que saqueou a Sefaz entre os anos de 2009 e 2014.

net_5

O ex-secretário de Estado da Fazenda Akio Valente Wakiyama poderá ser condenado a devolver o equivalente a R$ 181.006.405,31 aos cofres públicos do Maranhão. Wakiyama foi apontado pelo Ministério Público (MP-MA) como um dos chefes da organização criminosa que roubou a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) entre os anos de 2009 e 2014, causando um rombo de mais de R$ 400 milhões de reais.

No dia 31 de outubro, Akio Valente Wakiyama foi acionado oficialmente pelo promotor Paulo Ramos, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária e Econômica. Na ação, que foi divulgada nesta terça-feira (8), o promotor também pediu, além do ressarcimento aos cofres públicos, a suspensão dos direitos políticos de Wakiyama pelos próximos oito anos. Veja o documento no fim da matéria. 

Leia também

Ministério Público pede que Roseana Sarney devolva R$ 158 milhões para o Estado

A ex-governadora Roseana Sarney também foi levada na Justiça para que devolva uma quantia milionária aos cofres públicos do Estado. Ela foi acusada de utilizar sua posição de governadora do Estado para facilitar o esquema de corrupção que saqueou a Sefaz.

akio


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Akio Valente e os R$ 181 milhões”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Gustavo

    Esse Chino/Paraense era o elemento cabeça dessa organização . Na verdade sempre foi o verdadeiro secretario , Trinchão apenas o obedecia . Olha aí o resultado.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários