Poder

Homem é preso com carro clonado e mostrando as nádegas

Em São Luís PRF e PM apreendem picape clonada.

O veículo ostentava placas do Tocantins. A proprietária da placa e do veículo original procurou a PRF naquele estado e comunicou que havia recebido 42 multas no Goiás, Maranhão e Tocantins, ocasião em que veículo e condutor passaram a ser monitorados pela PRF

Na tarde da última quarta-feira, 12, uma força tarefa formada por policiais rodoviários federais e policiais militares do estado do Maranhão apreenderam na avenida dos holandeses no bairro Calhau em São Luís, uma picape GM Montana de cor branca, que utilizava placas de um veículo semelhante licenciado no estado do Tocantins.

Há alguns meses a proprietária de uma picape Montana branca procurou a PRF no estado do Tocantins informando que estava recebendo multas nas BRs e em algumas cidades do Goiás, Maranhão e Tocantins, em um total de 42 autuações infligidas de maio a setembro deste ano de 2016, sendo 20 notificações somente em rodovias federais maranhenses. Informou ainda que seu veículo não transitava nos dois primeiros estados citados, e que tinha certeza que o mesmo havia sido clonado. De imediato o serviço de monitoramento da PRF acionou os policiais rodoviários federais no Maranhão, que passaram a acompanhar o veículo. No feriado de quarta-feira (12) os PRFs continuavam com o acompanhamento e ainda contactaram a Central de Informações Operacionais da Secretaria de Segurança Pública do estado. Observaram que a picape entrou em um condomínio no bairro da Ponta da Areia, ocasião em que os PRFs pediram à PM para que policiais militares dessem apoio permanecendo no monitoramento. Logo em seguida a picape saiu do condomínio e deslocou carregado com alguns móveis e objetos. Na altura do bairro Calhau, na avenida dos Holandeses, os militares abordaram o veículo e contactaram o setor de operações especiais da PRF, que deslocou duas equipes e realizou a identificação veicular – IDV. Foi constatado que o documento da picape (CRLV) havia sido extraviado do DETRAN/TO e que havia adulterações no câmbio, motor, chassi e outras partes do veículo. O procedimento foi encaminhado para a polícia judiciária no plantão do Parque do Bom Menino para as providências cabíveis.

Gesto obceno e prisão

Durante o monitoramento feito pela PRF os policiais flagraram, ao menos três vezes, o passageiro da Montana fazendo gesto obceno. O rapaz esperava o veículo se aproximar de pedestres para, então, baixar as calças e, pela janela, colocar as nádegas para fora do veículo. Após a abordagem e identificação veicular o condutor e o passageiro foram conduzidos para a polícia judiciária.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários